INTERVENÇÃO COM PROFESSORES DA REDE PÚBLICA DE ENSINO: REFLEXÕES SOBRE AS DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM E A PSICOLOGIA NA ESCOLA

Palavras-chave: Psicologia, Dificuldades de aprendizagem, Professores, Intervenção

Resumo

Em meados do século XX, influenciados pela lógica mercantil que priorizava trabalhadores qualificados, os psicólogos através de testes psicométricos, mensuravam as aptdões dos alunos nas escolas fazendo diferenciações entre eles. Essa prática corroborou com a manutenção de uma cultura a qual atribui os problemas escolares, como dificuldade de aprendizagem, por exemplo, à causas orgânicas nos alunos e seus familiares, dificultando análises mais amplas das problemáticas. A partir da década de 80, a Psicologia começou mudar sua prática ao considerar influencias históricas, políticas e econômicas para a compreensão dos indivíduos, na tentativa de desconstruir ideias biologizantes sobre eles. Diante do exposto, este artigo apresenta uma intervenção realizada durante um estágio no curso de Psicologia da PUC Minas. Nessa intervenção foram realizados encontros com professores de escolas públicas para dialogar sobre problemas escolares, principalmente as dificuldades de aprendizagem, bem como buscar compreender como entendiam o papel do psicólogo na escola atualmente. Os participantes foram 56 professores dos sexos feminino e masculino, sendo estes do Ensino Fundamental I, II e Ensino Médio. Os encontros foram realizados no horário de planejamento pedagógico com o consentimento da direção e dos professores. Participaram quatro escolas e em cada uma ocorreu um encontro de duas horas. Através dos encontros foi possível problematizar, refletir, discutir, e aprender sobre diversas questões existentes na dinâmica escolar. De maneira geral, percebeu-se que a maioria dos professores reproduziu um discurso de culpa do aluno e da família pelos problemas escolares, desresponsabilizando a escola de seu papel. Além disso, o psicólogo escolar na visão dos professores foi entendido como uma espécie de muleta para auxiliar na busca de causas extraescolares aos problemas existentes. Porém, ainda que essas concepções permaneçam enraizadas ao longo dos anos, alguns relatos mostraram que existem professores lutando para mudar a realidade de uma escola opressora para uma escola libertadora.

Referências

ASBAHR, Flávia da Silva Ferreira; LOPES, Juliana Silva. "A culpa é sua". Revista Psicologia USP, São Paulo, v. 17, n. 1, p. 53-73, Mar. 2006 . Disponível em: . Acesso em: 03 set. 2017.

BARBOSA, Deborah Rosária; SOUZA, Marilene Proença. Psicologia Educacional ou Esco-lar? Eis a questão. Revista Semestral da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional, São Paulo. v.16. n. 1. p.163-173. 2012. Disponível em: . Acesso em: 05 out. 2017.

GUZZO, Raquel S. L. et al . Psicologia e Educação no Brasil: uma visão da história e possibi-lidades nessa relação. Psic.: Teor. e Pesq., Brasília , v. 26. p. 131-141, 2010 . Disponível em: . Acesso em: 20 set. 2017. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-37722010000500012.

LAVILLE, Christian; DIONNE, Jean. A construção do saber: manual de metodologia da pesquisa em ciências humanas. Porto Alegre: Artmed, 1999.

MACHADO, Adriana Marcondes; SOUZA, Marilene Proença Rebello de. Psicologia Esco-lar: em busca de novos rumos. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2004.
MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. 8 ed. São Paulo: Atlas, 2017.

MEIRA, Marisa Eugênia; ANTUNES, Mitsuko Makino. Psicologia Escolar: Teorias Críti-cas. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2003.

MOISÉS, M. A. A; COLLARES, C. A. A história não contada dos distúrbios de aprendiza-gem. Cadernos Cedes, Campinas, 1992, v. 28. p. 31-48.

NEIVA, Kátia Maria Costa. Intervenção Psicossocial: aspectos teóricos, metodológicos e experiências práticas. São Paulo: Vetor, 2010.
SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do trabalho científico. 24. ed. rev. e atual. São Paulo: Cortez, 2016.

SOUZA, Marilene Proença Rebello de. Ouvindo crianças na escola: Abordagens qualitati-vas e desafios metodológicos para a Psicologia. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2010.

SOUZA, Marilene Proença Rebello de. Problemas de Aprendizagem ou Problemas de Escola-rização? Repensando o cotidiano à luz da perspectiva histórico-crítica em Psicologia. In: OLIVEIRA, Marta Kohl, SOUZA, Denise Trento R.; REGO, Teresa Cristina (org). Psicolo-gia, Educação e as Temáticas da Vida Contemporânea. São Paulo, Moderna, 2002.
Publicado
13-03-2021
Como Citar
EDUARDO, J. V.; MARTINS, K. T. R.; RESENDE, F. M. INTERVENÇÃO COM PROFESSORES DA REDE PÚBLICA DE ENSINO: REFLEXÕES SOBRE AS DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM E A PSICOLOGIA NA ESCOLA. Pretextos - Revista da Graduação em Psicologia da PUC Minas, v. 5, n. 10, p. 356-369, 13 mar. 2021.
Seção
Artigos de temática livre