“O QUE VOU SER QUANDO CRESCER?”: REFLEXÕES SOBRE UMA PRÁTICA EXTENSIONISTA DE SENSIBILIZAÇÃO EM UMA ESCOLA PÚBLICA

  • Henrique Fernando Rodrigues Sousa PUC Minas
  • Ana Cláudia Mourão de Lacerda
  • Anna Juliane Barbosa Ricardo da Silva
  • Tâmara Rayana Alves Melges
  • Vítor Miranda Batista Pereira
Palavras-chave: Orientação profissional, escola, escolhas profissionais, adolescência

Resumo

Este trabalho tem por finalidade apresentar uma intervenção que se debruçou nas escolhas profissionais de alunos de uma escola pública de Belo Horizonte, visando promover uma discussão e reflexão que leve em consideração os vários aspectos que perpassam no momento da escolha profissional. Os alunos que participaram deste trabalho na escola, caracterizam-se por estarem prestes a concluir o ensino médio. O recorte deve-se ao fato de que, embora seja um período difícil para os adolescentes, a escolha da profissão é algo que todos terão que vivenciar de forma significativa. Nesse contexto surgem algumas inquietações acerca de quais são essas profissões, como se veem imersos no mercado de trabalho em uma sociedade em constante modificação e como saber se a escolha foi a correta.  A metodologia utilizada nesta pesquisa consiste na realização de uma oficina tendo auxílio de variadas técnicas de grupo em orientação profissional, com 13 alunos do 3º ano do ensino médio da Escola Estadual Professor Guilherme de Azevedo Lage, localizada na Zona Nordeste da cidade de Belo Horizonte. Ao término da prática, observou-se que a intervenção realizada serviu como suporte para um melhor entendimento das questões que permeiam a escolha profissional dos adolescentes e que possa suscitar novas discussões que propiciem uma maior consciência a respeito desse processo.

Referências

ALMEIDA, Maria Elisa Grijó Guahyba de; PINHO, Luis Ventura de. Adolescência, família e escolhas: implicações na orientação profissional. Psicologia Clínica Rio de Janeiro. 2008, vol.20, n.2, pp.173-184. Disponível em: Acesso em 23 out 2017.
ANDRADE, Josemberg M. de; MEIRA, Girlene R. de Jesus Maia & VASCONCELOS, Zandre B. de. O processo de orientação vocacional frente ao século XXI: perspectivas e desafios. Psicologia Ciência e Profissão. v. 22 n. 3, Brasília, Setembro/2002. Disponível em: Acesso em 20 ago 2017.
BOHOSLAVSKY, Rodolfo. Orientação vocacional: a estratégia clínica. São Paulo: Martins Fontes, 1977.
ESBROGEO, Marystella Carvalho. Avaliação da orientação profissional em grupo: o papel da informação no desenvolvimento da maturidade para a escolha da carreira. Universidade de são Paulo. Ribeirão Preto. 2008. Disponivel em < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59137/tde-20052009-215340/pt-br.php> Acesso e 23 out 2017.
FERREIRA, T. H. Schoen; FARIAS, M. Aznar; SILVARES, E. F de Mattos. A construção da identidade em adolescentes: um estudo exploratório. Estudos de Psicologia. n. 8 v. 1., 2003. p. 107-115. Disponível em: Acesso em 20 ago 2017.
FREITAS, Ana Cláudia Leal de; SOUSA, Robson Rocha de; JÚNIOR, César Rota . A influência da família na escolha profissional do sujeito adolescente. In: CONGRESSO NORTE MINEIRO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO, 4, 2012. Montes Claros. Anais. Disponivel em Acesso em 23 out 2017.
FONSECA, João César de Freitas. Adolescência e Trabalho. São Paulo: Summus, 2003. 116 p.
LEVENFUS, R. S. Orientação vocacional ocupacional, abordagem grupal: teoria e técnica. In: RS Levenfus & Cols., Psicodinâmica da escolha profissional. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997, p. 257-268,.

LEVENFUS, Rosane S. e cols. Orientação Vocacional Ocupacional. Porto Alegre: Artmed, 2010.
LISBOA, Marilu Diez; SOARES, Dulce Helena Penna. Orientação profissional em ação: formação e prática de orientadores. São Paulo: Summus, 2000.
LUCCHIARI, Dulce Helena Penna Soares. Orientação profissional na escola - segundo grau. In: LUCCHIARI, Dulce Helen a Penna Soares. Pensando e vivendo a orientação profissional. 5 ed. São Paulo: Summus, 1993. p. 85-89.
MELO-SILVA, Lucy Leal; LASSANCE, Maria Célia Pacheco; SOARES, Dulce Helena Penna. A orientação profissional no contexto da educação e trabalho. Revista Brasileira de Orientação Profissional, v. 5, n. 2, São Paulo dez/2004. p. 31-52. Disponível em: Acesso em 24 out 2017.
PRIMI, et al. Desenvolvimentos de um Inventário de levantamento das dificuldades da Decisão Profissional. Psicologia: Reflexão e Crítica. São Paulo mar/2000. p. 454. Disponível em: Acesso em 30 out 2017.
ROEHRS, Hellen et al. Adolescência na percepção de professores do ensino fundamental. Revista da Escola de Enfermagem USP, v. 44 n. 2 São Paulo jun/2010. p. 421-428. Disponível em: Acesso em 26 out 2017.
SOARES, Dulce Helena Penna. A formação do orientador profissional: o estado da arte no Brasil. Revista Brasileira de Orientação Profissional, v. 3 n. 1 Porto Alegre, jun/1999. 15 p. Disponível em: Acesso em 24 out 2017.
SOARES, D. H. P.; KRAWULSKI, E. Modalidades de trabalho e utilização de técnicas em orientação profissional. In: LEVENFUS, R. S.; SOARES, D. H. P. et al. Orientação vocacional ocupacional. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2010. cap. 20.
SOARES, Dulce Helena Penna et al. Orientação profissional em contexto coletivo: uma experiência em pré-vestibular popular. Psicologia Ciência e Profissão, v. 27 n.4, 2007. p. 746-759. Disponível em: Acesso em 24 out 2017.
PAIVA, Thais. Orientação profissional: como auxiliar o jovem na escolha da carreira? Carta Capital, São Paulo, 8 mar 2016. Disponível em: Acesso em 25 out 2017.
Publicado
13-03-2021
Como Citar
RODRIGUES SOUSA, H. F.; MOURÃO DE LACERDA, A. C.; BARBOSA RICARDO DA SILVA, A. J.; RAYANA ALVES MELGES, T.; MIRANDA BATISTA PEREIRA, V. “O QUE VOU SER QUANDO CRESCER?”: REFLEXÕES SOBRE UMA PRÁTICA EXTENSIONISTA DE SENSIBILIZAÇÃO EM UMA ESCOLA PÚBLICA. Pretextos - Revista da Graduação em Psicologia da PUC Minas, v. 5, n. 10, p. 403-419, 13 mar. 2021.
Seção
Artigos de temática livre