RELAÇÃO TERAPÊUTICA E TERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL: ATIVAÇÃO DE CRENÇAS DO TERAPEUTA DURANTE O PROCESSO PSICOTERÁPICO

  • Ana Rodrigues Reis e Silva
  • Cristina Yumi Nogueira Sediyama
Palavras-chave: Relação terapêutica, Terapia Cognitivo-comportamental, Distorções Cognitivas

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo realizar uma revisão narrativa de literatura a respeito da ativação de crenças do terapeuta durante o processo psicoterápico, por meio da perspectiva cognitivo-comportamental. Busca-se compreender os impactos desse fenômeno na atuação do profissional, suas possíveis interferências e contribuições para o trabalho interventivo, bem como a utilização e formulação de estratégias para manejo desse processo. Para tanto, foram abordados os conceitos de relação terapêutica na terapia cognitivo-comportamental, transferência, contratransferência e distorções cognitivas, visando refletir sobre o impacto que causam no terapeuta e em sua prática clínica. Retoma-se a questão da formação e supervisão como alternativas para minimizar a interferência das distorções cognitivas do psicólogo no exercício de seu trabalho e como recursos para o aprimoramento de sua capacidade de escuta e intervenção. Por fim, questionam-se os limites da literatura na área e os observados no estudo proposto.

Referências

ALVES, Diana Lopes. O vínculo terapêutico nas terapias cognitivas. Revista Brasileira de Psicoterapia. [S.l.], v. 19, n. 1, p. 55-71, abr. 2017. Disponível em: http://rbp.celg.org.br/detalhe_artigo.asp?id=221 . Acesso em 19 de abr. 2019.

ANDRÉA, Maria Amélia. Transferência e contratransferência: o sentir como instrumento de trabalho no processo grupal. Rev. SPAGESP, Ribeirão Preto, v. 7, n. 2, p. 51-58, dez. 2006. Disponível em . Acesso em 19 abr. 2019.

ARAÚJO, Mara Lívia de; LOPES, Renata Ferrarez Fernandes. Desenvolvimento de um in-ventário cognitivo-comportamental para avaliação da aliança terapêutica. Rev. bras.ter. cogn., Rio de Janeiro, v. 11, n. 2, p. 86-95, dez. 2015. Disponível em . Acesso em: 07 abr. 2019.

BARLETTA, Janaína Bianca; FONSECA, Ana Lúcia Barreto da; DELABRIDA, Zenith Na-ra Costa. A importância da supervisão de estágio clínico para o desenvolvimento de compe-tências em terapia cognitivo-comportamental. Psicologia: Teoria e Prática, São Paulo, v. 14, n.3, p. 153-167, dez. 2012.

BECK, Judith S. Terapia Cognitivo-Comportamental: Teoria e prática. 2.ed. Porto Alegre: Artmed, 1997.

BECKERT, Marcelo. Relação supervisor-supervisionando e a formação do terapeuta: contri-buições da psicoterapia analítico-funcional (FAP). In: GUILHARDI, H. J. et al. (Org.). Sobre comportamento e cognição: contribuições para a construção da teoria do comportamento. Santo André: Esetec, v. 9, p. 245-256, 2002.

BEITMAN B.D.; GOLDFRIED M.R.; NORCROSS J.C. The movement toward integrating the psychotherapies: an overview. Am J Psychiatry, [S.l] 146, p. 138- 147, 1989.


BUTLER, Cristopher. C.; MILLER, William R.; ROLLNICK, Stephen. Entrevista motiva-cional no cuidado da saúde. Editora Artes Médicas, Porto Alegre, 2008.

CHARCHAT-FICHMAN, Helenice; FERNANDES, Conceição Santos; LANDEIRA-FERNANDEZ, J.. Psicoterapia neurocognitivo-comportamental: uma interface entre psicolo-gia e neurociência. Rev. bras.ter. cogn., Rio de Janeiro, v. 8, n. 1, p. 40-46, jun. 2012. Dispo-nível em . acessos em 19 abr. 2019.

COTTRAUX, Jean; MATOS, Margarida Gaspar de. Modelo europeu de formação e supervi-são em Terapias Cognitivo-Comportamentais (TCCs) para profissionais de saúde mental. Rev. bras.ter. cogn., Rio de Janeiro, v. 3, n. 1, p. 49-61, jun. 2007. Disponível em . Acessos em: 19 abr. 2019.

DIEHL, Alessandra; CORDEIRO, Daniel Cruz; LARANJEIRA, Ronaldo. (Orgs.). Dependência química: prevenção, tratamento e políticas públicas. 2. ed. Porto Ale-gre: Artmed, 2018. 554 p.

FEDERAÇÃO BRASILEIRA DE PSICANÁLISE. Sobre a formação em psicanálise e filiação à FEBRAPSI. Disponível em: https://www.febrapsi.org/quem-somos/formacao/. Acesso em: 19 de abr. 2019.

ELIAS, Claudia de Souza Rodrigues et al. Quando chega o fim?: uma revisão narrativa sobre terminalidade do período escolar para alunos deficientes mentais. SMAD, Rev. Eletrônica Saúde Mental Álcool Drog. (Ed. port.), Ribeirão Preto, v. 8, n. 1, p. 48-53, abr. 2012. Dis-ponível em . acessos em 13 abr. 2020.

FERRARI, R. Writing narrative style literature reviews. Medical Writing. Italy, v.24 n.4, p.230-235. 2015.

FOLLETE, William C.; NAUGLE, Amy E.; CALLAGHAN, Glenn M. A radical behavioral understanding of the therapeutic relationship in effecting change. Behavior Therapy, [S.l.], 27, p.623-641, 1996.

KANTER, Jonathan W. et al. The Effect of Contingent Reinforcement on Target Variables in Outpatient Psychotherapy for Depression: a successful and unsuccessful case using Functional Analytic Psychotherapy. Journal of Applied Behavior Analysis, [S.l] 39, p. 463-467, 2006.

KNAPP, Paulo; BECK, Aaron T. Fundamentos, modelos conceituais, aplicações e pesquisa da terapia cognitiva. Rev. Bras. Psiquiatr., São Paulo, v. 30, supl. 2, p. s54-s64, out. 2008. Dis-ponível em: . Acesso em 19 de abr. 2019.

LEITÃO, Leopoldo Gonçalves. Contratransferência: uma revisão na literatura do concei-to. Análise Psicológica, Lisboa, v. 21, n. 2, p. 175-183, abr. 2003. Disponível em . Acesso em 19 abr. 2019.

PADESKY, C. A. Desenvolvendo competências do terapeuta cognitivo: modelos de ensino e supervisão. In: SALKOVSKIS, Paulo M. (Org.). Fronteiras da terapia cognitiva. São Paulo: Casa do Psicólogo, p. 235-255, 2004.

PEZZATO, Fernanda Augustini; BRANDAO, Alessandra Salina; OSHIRO, Claudia Kami Bastos. Intervenção baseada na psicoterapia analítica funcional em um caso de transtorno de pânico com agorafobia. Rev. bras. ter. comport. cogn., São Paulo, v. 14, n. 1, p. 74-84, abr. 2012. Disponível em . Acesso em 19 abr. 2019.

RANGÉ, Bernard. et al. Transtorno Obsessivo Compulsivo. In: RANGÉ, BERNARD. (Org.), Psicoterapias cognitivo-comportamentais: um diálogo com a psiquiatria. Porto Alegre: Ar-tmed, p. 20 -32, 2001.

RANGÉ, Bernard P; MARLATT, G. Alan. Terapia cognitivo-comportamental de transtornos de abuso de álcool e drogas. Rev. Bras. Psiquiatr., São Paulo, v. 30, supl. 2, p. s88-s95, out. 2008. Disponível em: . Acesso em 19 de abr. 2019. http://dx.doi.org/10.1590/S1516-44462008000600006.

ROTHER, Edna Terezinha. Revisão sistemática X revisão narrativa. Acta paul. enferm., São Paulo , v. 20, n. 2, p. v-vi, Jun. 2007 . Disponível em: . Acesso em 01 de jun. 2020. https://doi.org/10.1590/S0103-21002007000200001.

SILVA, Luzia F. M.; BRANCO, Marília F. C.; MICCIONE, M. M.. A eficácia da terapia cognitivo-comportamental no tratamento da dependência química: uma revisão de literatura. Revista Estação Científica. Juiz de Fora, nº 13, jan.– jun. 2015. Disponível em: http://portal.estacio.br/docs%5Crevista_estacao_cientifica/01-13.pdf. Acesso em 19 de abr. 2019.

SOUSA, Conceição Reis de; PADOVANI, Ricardo da Costa. Supervisão em Terapias Cogni-tivo-Comportamentais: Trilhando outros Caminhos Além do Serviço-Escola. Psico-USF, Ita-tiba, v.20, n. 3, p. 461-470, dez 2015. Disponível em: . Acesso em 19 de abr. 2019. http://dx.doi.org/10.1590/1413-82712015200308.

WRIGHT, J.H.; DAVIS, Denise. The therapeutic relationship in cognitive-behavioral therapy: patient perceptions and therapist responses. Cognitive and Behavioral Practice, v. 1, p. 25-45, 1994.

WRIGHT, Jesse H.; BASCO, Monica R., THASE, Michael E. Princípios básicos da terapia cognitivo-comportamental. In: WRIGHT, Jesse H.; BASCO, Monica R., THASE, Michael E.; BROWN, Gregory K. Aprendendo a terapia cognitivo-comportamental: um guia ilustrado. Porto Alegre: Artmed, p. 33-44, 2008.

ZAMBELLI, Cássio Koshevnikoff et al . Sobre o conceito de contratransferência em Freud, Ferenczi e Heimann. Psicol. clin., Rio de Janeiro, v. 25, n. 1, p. 179-195, jun. 2013. Disponí-vel em . Acesso em 19 abr. 2019.

ZIMERMAN, David E. Fundamentos básicos das grupoterapias. Porto Alegre: Artmed, 2000.
Publicado
08-09-2020
Como Citar
SILVA, A. R. R. E; SEDIYAMA, C. Y. N. RELAÇÃO TERAPÊUTICA E TERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL: ATIVAÇÃO DE CRENÇAS DO TERAPEUTA DURANTE O PROCESSO PSICOTERÁPICO. Pretextos - Revista da Graduação em Psicologia da PUC Minas, v. 5, n. 9, p. 631-647, 8 set. 2020.
Seção
Artigos de temática livre