FUNÇÕES EXECUTIVAS EM CRIANÇAS COM PERFIL COGNITIVO DE DISLEXIA DO DESENVOLVIMENTO

  • Alana Helena Paulino dos Santos
  • Mirelle França Michalick-Triginelli
Palavras-chave: Dislexia do desenvolvimento, Funções executivas, Déficits múltiplos

Resumo

A Dislexia do Desenvolvimento (DD) é um transtorno do neurodesenvolvimento caracterizado pela presença de dificuldades específicas na aquisição da leitura e da escrita. A principal explicação para essas dificuldades esteve, durante muito tempo, centrada na hipótese de déficits fonológicos. Entretanto, recentemente, estudos pautados no modelo de déficits cognitivos múltiplos evidenciam que outros domínios cognitivos também parecem estar alterados na DD. Em função disso, as funções executivas têm recebido destaque em estudos que avaliam possíveis alterações na DD. O presente estudo teve como objetivo principal investigar o funcionamento executivo de crianças com perfil cognitivo de DD aprendendo a ler o Português Brasileiro e crianças sem dificuldades de aprendizagem. Realizou-se estudo empírico de natureza quantitativa que incluiu avaliação neuropsicológica em uma amostra de 63 crianças (n=63), 27 meninas e 36 meninos, com idades variando entre 7 anos e 1 mês e 9 anos e 10 meses (idade média=8 anos e 3 meses). As crianças participaram de um estudo maior (MICHALICK-TRIGINELLI, 2018) e foram divididas em dois grupos: grupo dificuldade (n=6) e grupo controle (n=57). Elas estavam matriculadas em classes do 2º e 3º ano do Ensino Fundamental I, de escolas da rede privada da Região Metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais. Os resultados mostraram que as crianças com perfil cognitivo de DD apresentam déficits nos seguintes componentes do funcionamento executivo: controle inibitório, memória operacional, flexibilidade cognitiva e, mais infrequentemente, na fluência verbal.

Referências

ASSOCIAÇÃO AMERICANA DE PSIQUIATRIA et al. DSM-5: Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais. Artmed Editora, 2014.

BADDELEY, Alan. Working memory. Current biology, 20(4), R136-R140, 2010.

BADDELEY, Alan. Working memory: looking back and looking forward. Nature reviews neuroscience, 4(10), 829, 2003.

BARBOSA, Thais et al. Executive functions in children with dyslexia. Arquivos de neuro-psiquiatria, v. 77, n. 4, p. 254-259, 2019.

CARDOSO-MARTINS, Cláudia, HAASE, Vitor G. e WOOD, Guilherme. Bateria de Testes de Habilidades Fonológicas adaptada da Phonological Assessment Battery, 1996.

CARDOSO-MARTINS, Cláudia; CORRÊA, Marcela. Fulanete; MAGALHÃES, Luciana Freitas da Silva. Dificuldade específica de aprendizagem da leitura e da escrita. In: MALLOY-DINIZ, Leandro Fernandes; FUENTES, Daniel; MATTOS, Paulo; ABREU, Ne-ander. (org). Avaliação Neuropsicológica. Porto Alegre: Artmed, 2010. Cap. 12, p. 134-149.

CARDOSO-MARTINS, Cláudia. A consciência fonológica e a aprendizagem inicial da leitura e da escrita. Cadernos de pesquisa, n. 76, p. 41-49, 2013.

CARDOSO-MARTINS, Cláudia; GONÇALVES, Daniela. Teixeira. Dificuldades de leitura e escrita no português: uma avaliação do modelo de déficits cognitivos múltiplos. In: SALLES. F. J; A. L. NAVAS. (org) Dislexias do Desenvolvimento e Adquiridas. São Paulo: Pearson, 2017. Cap. 8. p.169-184.

CUNHA, J. A. C., TRENTINI, C. M., ARGIMON, I. L., OLIVEIRA, M. S., WERLANG, B. G., PRIEB, R. G. Teste Wisconsin de Classificação de Cartas: Manual revisado e ampli-ado. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2005.

CRUZ-RODRIGUES, Camila et al. Neuropsychological characteristics of dyslexic chil-dren. Psicologia: Reflexão e Crítica, v. 27, n. 3, p. 539-546, 2014.

DIAMOND, Adele. Executive functions. Annual review of psychology, 64, 135-168, 2013.

HAASE, Vitor Geraldi et al. Discalculia e dislexia: semelhança epidemiológica e diversidade de mecanismos neurocognitivos. Dislexia: novos temas, novas perspectivas, p. 257-282, 2011.

LIMA, Ricardo Franco; AZONI, Cíntia Alves Salgado; CIASCA, Sylvia Maria. Atenção e funções executivas em crianças com dislexia do desenvolvimento. Revista Psicologia em Pesquisa, v. 7, n. 2, 2013.

LIMA, Ricardo. Franco. 2011. Sintomas depressivos e funções cognitivas em crianças com dislexia do desenvolvimento. Dissertação de Mestrado, Faculdade de Ciências Médicas, Uni-versidade Estadual de Campinas, São Paulo.

LIMA, Ricardo Franco de; SALGADO, Cíntia Alves; CIASCA, Sylvia Maria. Desempenho neuropsicológico e fonoaudiológico de crianças com dislexia do desenvolvimento. Revista Psicopedagogia, v. 25, n. 78, p. 226-235, 2008.

MALLOY-DINIZ, L.F. et al. Neuropsicologia das funções executivas e da atenção. In: FUENTES, Daniel; MALLOY-DINIZ, Leandro FERNANDES; CAMARGO, Cândida Pi-res, COSENZA, Ramon M. Neuropsicologia: Teoria e Prática, 2.ed. Porto Alegre: ArtMed, 2014. Cap. 9. p, 111-138.

MALLOY-DINIZ, Leandro Fernandes. et al. O exame das funções executivas. In: MALLOY-DINIZ, Leandro Fernandes; FUENTES, Daniel; MATTOS, Paulo; ABREU, Ne-ander. (Eds). Avaliação Neuropsicológica. Porto Alegre: 2. ed. Artmed, 2018. p. 90-104.

MEDINA, Giovanna Beatriz Kalva; SOUZA, Fabíola Fleischfresser de; GUIMARÃES, San-dra Regina Kirchner. Funções executivas e leitura em crianças brasileiras com dislexia do de-senvolvimento. Revista Psicopedagogia, v. 35, n. 107, p. 168-179, 2018.

MELLO, C. B., et al. Versão abreviada do WISC-III: correlação entre QI estimado e QI total entre crianças brasileiras. Psicologia: Teoria e Pesquisa (Online version ISSN 1806-3446), 27(2), 149–155, 2011.

MICHALICK-TRIGINELLI, Mirelle França. 2018. Déficits cognitivos e estabilidade da dislexia do desenvolvimento em português brasileiro. Tese (Doutorado em Psicologia) – Universidade Federal de Minas Gerais, Departamento de Psicologia, Belo Horizonte.

MOURA, O. SIMÕES, M. R & PEREIRA, M. Avaliação Neuropsicológica na Dislexia de Desenvolvimento. 2015. 216 f. Tese (Doutorado) - Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra, Coimbra, Portugal.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SÁUDE. Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10: descrições clínicas e diretrizes diagnósticas. Coord. Organiza-ção Mundial da Saúde. Décima Revisão. Porto Alegre: Artes Médicas, 2008.

PENNINGTON, B. F. From single to multiple deficit models of developmental disor-ders. Cognition, v. 101, n. 2, 385-413, 2006.

PESTUN, Magda S. Vanzo; CIASCA, Sylvia; GONÇALVES, Vanda Maria Gimenes. A importância da equipe interdisciplinar no diagnóstico de dislexia do desenvolvimento: relato de caso. Arq Neuropsiquiatr, v. 60, n. 2-A, p. 328-332, 2002.

RAPP, Brenda. Case series in cognitive neuropsychology: Promise, perils, and proper perspec-tive. Cognitive neuropsychology, v. 28, n. 7, p. 435-444, 2011.

SILVA, Cláudia da; CAPELLINI, Simone Aparecida. Desempenho de escolares com e sem transtorno de aprendizagem em leitura, escrita, consciência fonológica, velocidade de proces-samento e memória de trabalho fonológica. Revista Psicopedagogia, p. 3-11, 2013.

SEDÓ M, de PAULA JJ, MALLOY-DINIZ LF. O Teste dos Cinco Dígitos. São Paulo: Ho-grefe; 2015

STEIN, L. M. Teste de Desempenho Escolar: manual para aplicação e interpretação. 1.ed. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1994.

VARVARA, Pamela et al. Executive functions in developmental dyslexia. Frontiers in hu-man neuroscience, v. 8, p. 120, 2014.

WECHSLER, D. WISC-III: escala de inteligência para crianças: manual. 3. ed. Adaptação e padronização brasileira de Vera Lúcia Marques de Figueiredo. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2002.
Publicado
12-03-2021
Como Citar
SANTOS, A. H. P. DOS; MICHALICK-TRIGINELLI, M. F. FUNÇÕES EXECUTIVAS EM CRIANÇAS COM PERFIL COGNITIVO DE DISLEXIA DO DESENVOLVIMENTO. Pretextos - Revista da Graduação em Psicologia da PUC Minas, v. 5, n. 10, p. 335-355, 12 mar. 2021.
Seção
Artigos de temática livre