AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIMICROBIANA DE ÓLEOS ESSENCIAIS OBTIDOS DE DIFERENTES FABRICANTES

  • Aislander Junio Silva Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - Unidade Betim (Puc Minas Betim).
  • Letícia Pessoa Oliveira Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - Unidade Betim (Puc Minas Betim).
  • JULIANA CAMPOS DE PINHO REZENDE Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - Unidade Betim (Puc Minas Betim).
  • IZABELLA SCALABRINI SARAIVA Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - Unidade Betim (Puc Minas Betim).
Palavras-chave: Óleos essenciais, antimicrobiano, eficácia, fabricantes.

Resumo

A resistência de patógenos humanos às drogas antimicrobianas tem-se destacado como um dos mais graves problemas de saúde pública, tanto em países desenvolvidos como em desenvolvimento ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE (OMS, 2018). Para tentar sanar esse problema urge a necessidade de novas alternativas terapêuticas que contribuam para o desenvolvimento da saúde em nível mundial, encontrando substâncias mais eficazes e menos tóxicas, a partir de fontes naturais. Segundo SIMÕES & SPITZER (2004) e COSTA, (2008) os óleos essenciais são compostos químicos voláteis provenientes do metabolismo secundário das plantas. De acordo com PINHEIRO (2003) quando folhas, flores, sementes, cascas e raízes são extraídos por métodos de destilação obtêm-se óleos essenciais extremamente ricos e completos do ponto de vista terapêutico. Diante dos benefícios que os óleos essências podem proporcionar, testes in vitro vêm sendo realizados a fim de dar veracidade científica em busca de possíveis aplicações na clínica.

Biografia do Autor

Aislander Junio Silva, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - Unidade Betim (Puc Minas Betim).
Acadêmico do 9º período do curso de graduação em Biomedicina da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Monitor da Disciplina de Bioquímica Clínica.
Letícia Pessoa Oliveira, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - Unidade Betim (Puc Minas Betim).
Acadêmica do 9º período do curso de graduação em Biomedicina da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.
JULIANA CAMPOS DE PINHO REZENDE, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - Unidade Betim (Puc Minas Betim).
Coordenadora do curso de Biomedicina e chefe de Departamento de Ciências Biológicas na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais Campus Betim.
IZABELLA SCALABRINI SARAIVA, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - Unidade Betim (Puc Minas Betim).
Coordenadora do curso de  Ciências Biológicas na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais Campus Betim.
Publicado
2019-07-10
Seção
SINAPSE DA SAÚDE