A Sub-Representação Feminina na Política Brasileira em Face das Inovações Democráticas Legislativas

Daniela Dantas Carvalho, Thais Guedes Yasuda

Resumo


Este trabalho versa sobre a participação da mulher na política brasileira, à luz do princípio constitucional da igualdade. Objetiva analisar a história da conquista de voto feminino e sua atuação como eleitora e elegível, tendo em vista a Reforma Eleitoral de 2009, que modificou o art. 10, §3º da Lei nº 9.504, a tornando uma ação afirmativa no âmbito eleitoral. Ademais, destaca-se os resultados da luta histórica em prol da equidade de gêneros, com maior enfoque às Eleições Municipais de 2016 da cidade de Belo Horizonte. A metodologia empregada foi embasada em ampla pesquisa bibliográfica, artigos, legislação inerente ao tema, bem como a repercussão do assunto nos meios virtuais.

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, Clara. Novas perspectivas de gênero no século XXI. Rio de Janeiro, RJ: Konrad-Adenauer-Stiftung, 2013.

ASSIS, Zamira; SANTOS, Magda Guadalupe [Orgs.]. Diferença sexual e desconstrução da subjetividade em perspectiva. Belo Horizonte: Editora D´Plácido, 2016.

AVELAR, Lúcia. Mulheres na elite política brasileira. Canais de acesso ao poder. São Paulo: UNESP, Konrad-Adenauer-Stiftung, 2001

BARBOSA, Fernanda Leal. As cotas eleitorais de gênero como um instrumento de ação afirmativa eleitoral, 2014. Disponível em: http://ambito-juridico.com.br/site/?n_link=revista_artigos_leitura&artigo_id=14536. Acessado em: 21/09/2016.

BRASIL, Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Diário Oficial da União, Brasília: Senado, 5 de outubro de 1988. Disponível em:http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicaocompilado.htm

BRASIL, LEI Nº 9.096, DE 19 DE SETEMBRO DE 1995. Dispõe sobre partidos políticos, regulamenta os arts. 17 e 14, § 3º, inciso V, da Constituição Federal. Diário Oficial da União, Brasília, 19 de setembro de 1995. Disponível em:http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9096.htm

BRASIL, LEI Nº 9.504, DE 30 DE SETEMBRO DE 1997. Estabelece normas para as eleições. Diário Oficial da União,Brasília, 30 de setembro de 1997. Disponível em:http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9504.htm

BRASIL, LEI Nº 12.034, DE 29 DE SETEMBRO DE 2009. Altera as Leis nos 9.096, de 19 de setembro de 1995 - Lei dos Partidos Políticos, 9.504, de 30 de setembro de 1997, que estabelece normas para as eleições, e 4.737, de 15 de julho de 1965 - Código Eleitoral. Diário Oficial da União,Brasília, 29 de setembro de 2009. Disponível em:http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2009/Lei/L12034.htm

BOURDIEU, P. A dominação masculina. 10. Ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2011.

CAROLINA, Áurea. Por Uma Cidade Feminista. Disponível em: http://agoraequesaoelas.blogfolha.uol.com.br/2016/09/29/votenelas-aurea-carolina/. Acessado em: 01/10/2016.

CRUZ, Álvaro Ricardo de Souza. O Direito à Diferença: As ações afirmativas como mecanismo de inclusão de mulheres, negros, homossexuais, e pessoas portadoras de deficiência. Belo Horizonte. Arraes Editores, 3. edição.

FERRARI, Rosana. O Empoderamento da Mulher. Disponível em: http://www.intercef.com.br/artigos/o-empoderamento-da-mulher.php. Acessado em: 30/09/2016.

GOMES, Joaquim B. Barbosa. O debate constitucional sobre as ações afirmativas. 2001. Disponível em: http://egov.ufsc.br/portal/conteudo/o-debate-constitucional-sobre-a%C3%A7%C3%B5es-afirmativas. Acessado em: 31/10/2016.

INSTITUTO PATRÍCIA GALVÃO. Pesquisa IBOPE – Mulheres na Política. 2009. Disponível em http://www.defensoria.sp.gov.br/dpesp/Repositorio/41/Documentos/pesq_mulherepol.pdf. Acessado em 25/09/2016.

MATOS, M. Paradoxos da incompletude da cidadania política das mulheres novos horizontes para 2010. 2009. Disponível em http://opiniaopublica.ufmg.br/biblioteca/marlise.pdf. Acessado em 20/09/2016.

MORAES, Maria do Socorro Jô. Esta Imponderável Mulher. Editora Mazza, 2000.

ROCHA, Carmen Lúcia Antunes. Ação afirmativa. O conteúdo democrático do princípio da igualdade jurídica, 1996. Disponível em: http://www2.senado.gov.br/bdsf/item/id/176462. Acesso em: 13/10/2016

Eleições 2016: mulheres representam mais de 30% dos candidatos. Disponícel em:http://www.tse.jus.br/imprensa/noticias-tse/2016/Setembro/eleicoes-2016-mulheres-representam-mais-de-30-dos-candidatos.

Procuradoria Especial da Mulher. Mulheres na Política. Disponível em: https://www12.senado.leg.br/institucional/procuradoria/proc-publicacoes/cartilha-mulheres-na-politica. Acessado em: 28/09/2016.

SWAIN, Tânia N.; MUNIZ, Diva C. G. Mulheres em ação: práticas discursivas, práticas políticas. Florianópolis:Ed. Mulheres, Belo Horizonte: PUC Minas, 2005.

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO GRANDE DO NORTE. Os 80 anos do voto de saias no Brasil. Disponível em: . Acesso em: 15/10/2016.

VENTURI, Gustavo; RECAMÁN, Marisol; OLIVEIRA, Suely de; RAGO, Margareth (Org.) et al. A mulher brasileira nos espaços público e privado. São Paulo: Ed.Fundação Perseu Abramo, 2004.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Virtuajus