Humanismo em Tempos Sombrios

Humanismo e Direitos Humanos

  • José Luiz Quadros de Magalhães
  • Patrícia Miranda Pereira de Oliveira PUC Minas
Palavras-chave: Humanismo, Direitos Humanos, Decolonialidade, Racionalidade, Tempos Sombrios

Resumo

O ensaio reflete sobre as construções modernas em torno da palavra humanismo, e como a racionalidade construída a partir da construção do atual sistema mundo colonial exclui em momentos variados parcelas expressivas da população encobertas por nomes inventados como índios e negros. Construindo uma crítica à modernidade, o texto procura identificar os movimentos de superação das formas de exclusão moderna, trazendo uma reflexão crítica a partir de uma perspectiva decolonial, analisando ainda a importante iniciativa do Papa Francisco ao estabelecer um diálogo com essas novas perspectivas na realização do Sínodo da Amazônia e a construção do conceito de um humanismo integrado à natureza

Referências

DUSSEL, Enrique. 1492. O encobrimento do outro: a origem do “mito da modernidade”. Conferências de Frankfurt. Tradução de Jaime a. Clasen. Petrópolis: Editora Vozes, 1993.

MAGALHÃES, José Luiz Quadros de. Estado Plurinacional e Direito Internacional. Curitiba: Juruá, 2012.

OYĚWÙMÍ, Oyèrónké. Conceituando o gênero: os fundamentos eurocêntricos dos conceitos feministas e o desafio das epistemologias africanas. Tradução de Juliana Araújo Lopes. CODESRIA. Gender Series. Vol. 1, Dakar: CODESRIA, 2004, p. 1-8.
Publicado
20-07-2020
Seção
Dossiê Ética, Direitos e Novo Humanismo