Concepção humanista (Carl Rogers): como recurso de atuação na educação para o trânsito – aprendizagem contextualizada DOI - 10.5752/P.2318-7344.2014v2n3p83

  • Silvana Escario Universidade do Contestado (UnC)
Palavras-chave: Psicologia, Educação, Concepção Humanista, Formação de Condutores para o Trânsito.

Resumo

As pesquisas efetuadas no campo da concepção Humanista como estratégia para a atuação docente nos cursos de formação de condutores resultaram neste artigo, que visa explicitar a importância da figura desse profissional como um facilitador ou um agente capaz de promover uma aprendizagem contextualizada e integrativa para os novos condutores, visando à atuação no trânsito. Buscar-se-á evidenciar a importância da contribuição da teoria de Carl Rogers (corrente humanista da Psicologia), como possibilidade de atuação dos professores nos cursos de Formação de Condutores para o Trânsito. Assim sendo, pretende-se estabelecer uma conexão entre os princípios enunciados pelo autor, na esfera da Abordagem Centrada na Educação e no processo de aprendizagem, partindo da proposição de que, através desses princípios, serão alcançados progressos na afinidade pedagógica e, consequentemente, na aprendizagem e atuação do aluno no cotidiano do trânsito e na convivência em coletividade. Nesse sentido, defende-se que esta abordagem pode subsidiar uma forma mais interiorizada de responsabilização em relação às possíveis consequências da atuação dos condutores no trânsito, reforçando aspectos como autoavaliação e autodisciplina.

Biografia do Autor

Silvana Escario, Universidade do Contestado (UnC)
Possui graduação em Psicologia pela Universidade do Oeste de Santa Catarina UNOESC(2002) e especialização em Psicooncologia pela Pontificia Universidade Católica do Rio Grande do Sul ( PUCRS) é Perita Examinadora de Trânsito (UFSC) e possui Mestrado em Educação Pela Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC). Na atividade de Psicologia Clínica atua principalmente nos seguintes temas: (Convênio: UNIMED), Psicoterapia Individual (adolescente e adulto), Psicoterapia Psico-oncológica, Avaliação Psicológica e Avaliação Psicológica Forense. Avaliação Psicológica para obter CNH-Carteira Nacional de Habilitação/Credenciada ao DETRAN/SC. Atualmente atua como docente na UNC - Universidade do Contestado, ministrando as disciplinas de Processos Psicológivos Básicos, Teoria e Técnicas Psicoterápicas Humanistas, Testes Psicométricos, Técnicas Projetivas, Teorias da Personalidade II e III, Teoria da Aprendizagem II, Psicologia Geral, no curso de Educação Física.
Publicado
15-06-2015
Como Citar
Escario, S. (2015). Concepção humanista (Carl Rogers): como recurso de atuação na educação para o trânsito – aprendizagem contextualizada DOI - 10.5752/P.2318-7344.2014v2n3p83. @rquivo Brasileiro De Educação, 2(3), 83-95. https://doi.org/10.5752/P.2318-7344.2014v2n3p83