Saúde mental do professor: uma revisão de literatura com relato de experiência

Marcel de Almeida Trindade, Cely Carolyne Pontes Morcerf, Marinalva Santos de Oliveira

Resumo


Pesquisas realizadas em diversos lugares do mundo concluem que os professores são altamente susceptíveis ao desenvolvimento de transtornos mentais, possuindo o risco de sofrerem um desgaste físico e mental mais acentuado do que outras profissões, por conta das dificuldades materiais e psicológicas associadas ao trabalho dessa classe. O objetivo deste trabalho é debater sobre a importância de ações de prevenção e promoção da saúde mental do professor, com foco nos fatores de risco e suas influências para o desencadeamento de transtornos mentais entre docentes de Alagoas. Trata-se de uma revisão não sistemática de literatura com busca de artigos científicos a partir do uso da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), associado a um relato de experiência de atividades práticas realizadas com professores da rede pública do município de Feira Grande, em Alagoas. A área da educação recebeu forte influência da globalização e da exigência de máximos desempenho e produtividade, com um acúmulo de funções associado à baixa remuneração. Tal fenômeno, além de comprometer diretamente a qualidade de vida docente, é responsável pelo sofrimento psíquico, podendo muitas vezes desencadear patologias como a Síndrome de Burnout. Dentre os artigos analisados na literatura, a grande maioria dos trabalhos evidenciou que a Síndrome de Burnout e a ansiedade são as patologias mentais que mais acometem os professores no Brasil e no mundo. A abordagem prática, lúdica e interativa do seminário de saúde mental realizado com professores do município permitiu uma autorreflexão e análise da situação de saúde mental no ambiente de trabalho e da necessidade de criação de estratégias de enfrentamento a nível grupal e individual para a prevenção de agravos à saúde do docente de uma forma holística.

Palavras-chave


Saúde mental. Professor. Transtornos mentais.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Larissa Nadjara Alves; LOPES, Leonardo Wanderley; COSTA, Denise Batista et al. Características vocais e emocionais de professores e não professores com baixa e alta ansiedade.

São Paulo: Audiol. Commun. Res., 2014. v. 19, n. 2. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2317-64312014000200179. Acesso em:

fev. 2018.

ANDRADE, Patrícia Santos; CARDOSO, Telma Abdalla de Oliveira. Prazer e dor na docência: revisão bibliográfica sobre a Síndrome de Burnout. São Paulo: Saúde soc, 2012. v. 21, n. 1.

Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902012000100013. Acesso em: 18 fev. 2018.

ARBEX, Ana Paula Santos; SOUZA, Katia Reis; MENDONÇA, André Luiz Oliveira. Trabalho docente, readaptação e saúde: a experiência dos professores de uma universidade pública. [S.l.]

Physis. 2013. v. 23, n. 1, p. 263-284. Disponível em:

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312013000100015. Acesso em: 15 fev. 2018.

BATISTA, Jaqueline Brito Vidal; CARLOTTO, Mary Sandra; OLIVEIRA, Malu Nunes et al. Transtornos mentais em professores universitários: um estudo em um serviço de perícia médica. J.

res: fundam. care. online. Rio de Janeiro, 2016. v. 8, n.2, p. 4538-4548. Disponível em: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/5009/pdf_1913. Acesso em: 15 fev. 2018.

BATISTA, Jaqueline Brito Vidal; CARLOTTO, Mary Sandra; MOREIRA, Antonio Marcos. Depressão como causa de afastamento do trabalho: um estudo com professores do ensino fundamental. [S.l.] Psico. 2013. v. 44, n. 2, p. 257-262. Disponível em:

http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistapsico/article/view/11551/9644. Acesso em: 12 fev. 2018.

BATISTA, Jaqueline Brito Vidal; CARLOTTO, Mary Sandra; COUTINHO, Antônio Souto et al. Prevalência da Síndrome de Burnout e fatores sociodemográficos e laborais em professores de

escolas municipais da cidade de João Pessoal. São Paulo: Rev. bras. epidemiol, 2011. v. 13, n. 3, p.

-512. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-

X2010000300013. Acesso em: 19 fev. 2018.

BATISTA, Jaqueline Brito Vidal; CARLOTTO, Mary Sandra; COUTINHO, Antônio Souto et al.

Síndrome de Burnout: confronto entre o conhecimento médico e a realidade das fichas médicas.

Maringá: Psicol. estud, 2011. v. 16, n. 3. Disponível em:

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-73722011000300010. Acesso em: 18 fev. 2018.

BERNARDO, Marcia Hespanhol. Produtivismo e precariedade subjetiva na universidade pública: o desgaste mental dos docentes. Belo Horizonte: Psicol. Soc., 2014. v. 26. Disponível em:

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-71822014000500014. Acesso em: 20 fev. 2018.

BORBA, Bruna Mainardi Rosso; DIEHL, Liciane; SANTOS, Anelise Schaurich et al. Síndrome de Burnout em professores: estudo comparativo entre o ensino público e privado. [S.l.] Psicologia

Argumento, 2015. v. 33, n. 80. Disponível em:

http://www2.pucpr.br/reol/pb/index.php/pa?dd1=16146&dd99=view&dd98=pb. Acesso em: 20 fev. 2018.

Marcel de Almeida Trindade; Cely Carolyne Pontes Morcerf; Marinalva Santos de Oliveira 58

BORSOI, Izabel Cristina Ferreira. Trabalho e produtivismo: saúde e modo de vida de docentes de instituições públicas de Ensino Superior. São Paulo: Cad. Psicol. soc. Trab, 2012. v. 15, n. 1, p. 81-100. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-

&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em: 14 fev. 2018.

BRITO, Jussara; BERCOT, Régine; HORELLOU-LAFARGE, Chantal et al. Saúde, gênero e reconhecimento no trabalho das professoras: convergências e diferenças no Brasil e na França. Rio de Janeiro: Physis, 2014, v. 24, n. 2,. Disponível em:

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312014000200589. Acesso em: 17 fev. 2018.

BRUM, Liliani Mathias; AZAMBUJA, Cati Reckelberg; REZER, João Felipe Peres et al. Qualidade de vida dos professores da área de ciências em escola pública no Rio Grande do Sul. Rio

de Janeiro: Trab. Educ. Saúde, 2012. v. 10, n. 1, p. 125-145. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tes/v10n1/v10n1a08.pdf. Acesso em: 18 fev. 2018.

CAMARGO, Edina Maria; OLIVEIRA, Marcelo Ponestki; RODRIGUEZ-AÑEZ, Ciro Romelio. Estresse percebido, comportamentos relacionados à saúde e condições de trabalho de professores

universitários. [S.l.] Psicologia Argumento, 2013. v. 31, n. 75. Disponível em: http://www2.pucpr.br/reol/pb/index.php/pa?dd1=12626&dd99=view&dd98=pb. Acesso em: 18 fev.

CARAN, Vânia Claudia Spoti; FREITAS, Fabiana Cristina Taubert; ALVES, Liliana Amorim et al. Riscos ocupacionais psicossociais e sua repercussão na saúde de docentes universitários. Rio de

janeiro: Rev. enferm. UERJ, 2011. v. 19, n. 2, p. 255-261. Disponível em: http://www.facenf.uerj.br/v19n2/v19n2a14.pdf. Acesso em: 15 fev. 2018.

CARLOTTO, Mary Sandra; CÂMARA, Sheila Gonçalves. Síndrome de Burnout e estratégias de enfrentamento em professores de escolas públicas e privadas. São Paulo: Psicol. educ., 2008. n. 26,

p. 29-46. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-

Acesso em: 12 fev. 2018.

CASSANDRE, Marcio Pascoal. A saúde de docentes de pós-graduação em universidades públicas:

os danos causados pelas imposições do processo avaliativo. Fortaleza: Rev. mal-estar subj, 2011. v. 11, n. 2, p. 779-816. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1518-61482011000200013. Acesso

em: 18 fev. 2018.

COSTA, Ludmila da Silva Tavares; GIL-MONTE, Pedro Rafael; POSSOBON, Rosana de Fátima et al. Prevalência da Síndrome de Burnout em uma amostra de professores universitários

brasileiros. Porto Alegre: Psicol. Reflex. Crit. 2013. v. 26, n. 4, p. 636-642. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722013000400003. Acesso em 15 fev. 2018.

COUTINHO, Maria Chalfin; MAGRO, Márcia Luiza Pit Dal; BUDDE, Cristiane. Entre o prazer e o sofrimento: um estudo sobre os sentidos do trabalho para professores universitários. São Paulo:

Psicol. teor. Prat. 2011.. v. 13, n. 2,. Disponível em:

http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?cript=sci_arttext&pid=S1516-36872011000200012. Acesso em: 20 fev. 2018.

DIEHL, Liciane; MARIN, Angela Helena. Adoecimento Mental em Professores Brasileiros: Revisão Sistemática da Literatura. Londrina: Estudos Interdisciplinares em Psicologia, 2016. v.

, n. 2, p. 64-85. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/eip/article/view/25302/19800. Acesso em: 20 fev. 2018.

Conecte-se! Revista Interdisciplinar de Extensão. V. 2. Nº 4. 2018

FERRACCIU, Cristiane Cunha Soderini. Distúrbio de voz relacionado ao trabalho e estratégias de enfrentamento em professoras da rede pública estadual de Alagoas. 2013. Tese (Doutorado

em Ciências na Área de Saúde Pública) – Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz.

GOMES, A. Rui; MONTENEGRO, Nuno; PEIXOTO, Ana Maria Baptista da Costa. Stress ocupacional no ensino: um estudo com professores dos 3º ciclo e ensino secundário. Florianópolis:

Psicol. Soc., 2010. v. 22, n. 3, p. 587-597. Disponível em:

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-

&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 14 fev. 2018.

GUERREIRO, Natalia Paludeto; NUNES, Elisabete de Fátima Polo de Almeida; GONZALEZ, Alberto Durán et al. Perfil sociodemográfico, condições e cargas de trabalho de professores da rede

estadual de ensino de um município da região sul do Brasil. Rio de janeiro: Trab. Educ. saúde, 2016. v. 14, supl. 1, p. 197-217. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-77462016000400197. Acesso em: 15 fev. 2018.

JARDIM, Renata; BARRETO, Sandhi Maria; ASSUNÇÃO, Ada Ávila. Condições de trabalho, qualidade de vida e disfonia entre docentes. [S.l.] Cad. Saúde Pública, 2007. v. 23, n. 10. p. 2439-

Disponível em: https://scielosp.org/pdf/csp/2007.v23n10/2439-2461/pt. Acesso em: 9 fev. 2018.

LYRA, Gabriela Franco Dias; ASSIS, Simone Gonçalves; NJAINE, Kathie et al. Sofrimento psíquico e trabalho docente – implicações na detecção de problemas de comportamento em alunos.

Rio de Janeiro: Estud. Pesqui. psicol., 2013. v. 13, n. 2, p. 724-744. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/epp/v13n2/v13n2a17.pdf. Acesso em: 14 fev. 2018.

MEIRA, Thiago Raphael Martins; CARDOSO, Jefferson Paixão; VILELA, Alba Benemérita Alves et al. Percepções de professores sobre trabalho docente e repercussões sobre sua saúde. Fortaleza:

Rev Bras Promoção da Saúde, 2014. v. 27, n. 2, p. 276-282. Disponível em: http://periodicos.unifor.br/RBPS/article/view/2595/pdf. Acesso em: 17 fev. 2018.

SILVEIRA, Kelly Ambrósio; ENUMO, Sônia Regina Fiorim; BATISTA, Elisa Pozzatto. Indicadores de estresse e estratégias de enfrentamento em professores de ensino multisseriado.

Maringá: Psicol. Esc. Educ., 2014. v. 18, n. 3, p. 457-465. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-85572014000300457. Acesso em: 20 fev. 2018.

SIMPLICIO, Sandra Dias; ANDRADE, Márcia Siqueira. Compreendendo a questão da saúde dos professores da Rede Pública Municipal de São Paulo. [S.l.] Psico., 2011. v. 42, n. 2, p. 159-167. Disponível em:

http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistapsico/article/viewFile/7566/6517. Acesso em: 10 fev. 2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Conecte-se! Revista Interdisciplinar de Extensão