MONANTROPISMO E MOVIMENTO PARA A PAZ NO PENSAMENTO DE VIKTOR FRANKL

Main Article Content

Thiago Antonio Avellar Aquino
Josilene Silva Cruz
Eliseudo Salvino Gomes

Resumo

O presente artigo tem como objetivo apontar as possibilidades de construção de uma cultura de paz a partir do conceito de monantropismo, segundo a Logoterapia e Análise Existencial de Viktor Frankl. Ademais, identificaram-se interlocuções entre a educação e a cultura de paz. Concluiu-se que, para se contrapor à cultura de guerra, torna-se necessário desenvolver o espírito de uma humanidade única, além de cultivar algumas virtudes fundamentais, tais como: a tolerância, o perdão, a responsabilidade coletiva e individual.

Article Details

Como Citar
AQUINO, T. A. A.; CRUZ, J. S.; GOMES, E. S. MONANTROPISMO E MOVIMENTO PARA A PAZ NO PENSAMENTO DE VIKTOR FRANKL. INTERAÇÕES, v. 14, n. 26, p. 297-314, 30 dez. 2019.
Seção
ARTIGOS
Biografia do Autor

Thiago Antonio Avellar Aquino, Universidade Federal da Paraíba

Licenciado em Psicologia (UFPB), Doutorado em Psicologia Social, Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Professor do Departamento de Ciências das Religiões (UFPB), logosvitae@hotmail.com, http://lattes.cnpq.br/8731262313224248

Josilene Silva Cruz, Universidade Federal da Paraíba

Licenciada em Ciências das Religiões (UFPB), Mestre em Ciências das Religiões, Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Doutoranda em Ciências das Religiões (PPGCR/UFPB), josileneufpb@gmail.com, http://lattes.cnpq.br/0312465506609874

Eliseudo Salvino Gomes, Pontifícia Universidade Católica de Brasília

Licenciado em Psicologia (UEPB), Doutorado em Psicologia Clínica, Universidad Pontificia de Salamanca (España), Universidade Católica de Brasília, salvinno@hotmail.com, http://lattes.cnpq.br/0172204522541287

Referências

ALLERS, Rudolph. Psicologia do caráter. Rio de Janeiro: Livraria Agir Editora, 1958.

BÍBLIA DE JERUSALÉM. Língua portuguesa. São Paulo: Paulinas, 1985.

BRUZZONE, Daniele. Afinar la consciencia: educación y búsqueda de sentido a partir de Viktor E. Frankl. Buenos Aires: San Pablo, 2011.

EINSTEIN, Albert. Como vejo o mundo. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1981.

FRANKL, Viktor. Fundamentos antropológicos da psicoterapia. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.

FRANKL, Viktor. Um sentido para a vida: psicoterapia e humanismo. Aparecida: Editora Santuário, 1989a.

FRANKL, Viktor. Psicoterapia e sentido da vida. São Paulo: Quadrantes, 1989b.

FRANKL, Viktor. A questão do sentido em psicoterapia. Campinas: Papirus, 1990.

FRANKL, Viktor. La psicoterapia y la dignidad de la existencia. Buenos Aires: Almagestos, 1991a.

FRANKL, Viktor. Psicoterapia para todos. São Leopoldo: Sinodal; Petrópolis: Vozes, 1991b.

FRANKL, Viktor. A presença ignorada de Deus. Petrópolis: Vozes, 1992.

FRANKL, Viktor. Em busca de sentido: um psicólogo no campo de concentração. São Leopoldo: Sinodal; Petrópolis: Vozes, 1994.

FRANKL, Viktor. Lo que no está escrito en mis libros: memorias, 2ª ed. Buenos Aires: San Pablo, 2003.

FRANKL, Viktor. A vontade de sentido: fundamentos e aplicações da logoterapia. São Paulo: Paulus, 2011.

FREIRE, Ana Maria. Educação para a paz segundo Paulo Freire. Revista Educação. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre: PUC/RS, ano XXIX, n. 2, p. 387-393, maio/ago. 2006.

FUNKE, Günter. Busca de sentido e capacidade para a paz. In: FRANKL, Viktor Emil (Org). Dar sentido à vida: a logoterapia de Viktor Frankl. Petrópolis: Vozes; São Leopoldo: Editora Sinodal, 1990, p. 99-112.

MOUNIER, Emmanuel. O personalismo. São Paulo: Centauro Editora, 2004.

NICHOLS, Henry. Mergulhadores Britânicos dizem se sentirem aliviados, não heróis, após resgate na Tailândia. 13 jul. 2018. Disponível em: https://www.terra.com.br/noticias/mundo/mergulhadores-britanicos-dizem-se-sentir-aliviados-nao-herois-apos-resgate-na-tailandia,5aac4b43ab86c2a9f1b8a5fc4b23ecbd2ec2dljx.html. Acesso em: 27 dez. 2019.

NOLETO, Marlova Jovchelovitch. A construção da cultura de paz: dez anos de história. In: UNESCO. Cultura de paz: da reflexão à ação; balanço da Década Internacional da Promoção da Cultura de Paz e Não Violência em Benefício das Crianças do Mundo. Brasília: UNESCO; São Paulo: Associação Palas Athena, 2010.

RESPONSIBILITY FOUDATION. Disponível em: https://pt.slideshare.net/JohnHesseII/responsibilityfoundationstory1 Acesso em: 27 dez. 2019.

TORRALBA, Francesc. La paz. Barcelona: Milenio, 2014.

UNESCO. Constituición de la Organización de las Naciones Unidas para la Educación, la Ciência y la Cultura. Aprobada en 1945 y modificada. Paris: Unesco, 2012. Disponível em: http://unesdoc.Unesco.org/images/0021/002161/216192s.pdf#page=7. Acesso em: 27 dez. 2019.

UNESCO. Declaration of Principles on Tolerance. 1995. Disponível em: http://portal.unesco.org/en/ev.php-URL_ID=13175&URL_DO=DO_TOPIC&URL_SECTION=201.html. Acesso em: 27 dez. 2019.

XAUSA, Izar Aparecida de Moraes. Viktor Frankl entre nós: a história da Logoterapia no Brasil e integração pioneira da Logoterapia na América Latina. Porto Alegre: EdiPUCRS, 2012.

XAUSA, Izar Aparecida de Moraes. A psicologia do sentido da vida. Petrópolis: Vozes, 1986.