RETROSPECTIVA ANTROPOLÓGICA SOBRE A HOMOSSEXUALIDADE NAS RELIGIÕES AFRO-BRASILEIRAS

Milton Silva dos Santos

Resumo


Este artigo analisa a relação entre religiosidade afro-brasileira e homossexualidade masculina. Percorrer-se-á algumas contribuições antropológicas que focalizaram a participação ritual de homens homossexuais no candomblé baiano, nas “religiões africanas” do Recife, na “macumba” paraense e na umbanda carioca. A partir da leitura do material bibliográfico, percebeu-se que há um semelhante leque de explicações a respeito da adesão homossexual aos cultos afro-brasileiros. Dentre elas, pode-se destacar a minimização do preconceito sexual no interior das comunidades-terreiro; o fascínio despertado graças aos aspectos estéticos, lúdicos e festivos inerentes às festas de orixá; a associação entre homossexualidade masculina e possessão ritual e, por fim, a sexualidade mítica agindo como modelo na construção de identidades sexuais e de gênero.

Palavras-chave


Antropologia Brasileira. Religiões afro-brasileiras. Homossexualidade masculina.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

 

Indexadores

Sumários.org
Latindex Open Archives Harvester
REDALYC
DOAJ
  
Google Scholar

Revista Associada à ABEC

ABEC

Apoio:

FAPEMIG

Revista INTERAÇÕES - Cultura e Comunidade, Belo Horizonte-MG, Brasil

ISSN 1983-2478 (Online)