História literária romântica e o nacionalismo enquanto canône

  • Regina Zilberman PUC - RS
Palavras-chave: Parnaso Lusitano, Almeida Garrett, Nacionalismo, História literária romântica, Portugual.

Resumo

O Parnaso Lusitano (1826), de Almeida Garrett, abre com "Bosquejo da História da Poesia e Língua Portuguesa", essa provavelmente a primeira interpretação histórica da literatura escrita em Portugal. A obra refere-se a poetas brasileiros do século XVIII, indicando o caminho que deveriam ter adotado para se mostrarem nacionais. Devido a isso, conquistou seguidores entre os adeptos da estética romântica no Brasil e apontou as idéias principais para a constituição da historiografia da literatura brasileira. Almeida Garrett exerceu assim papel fundamental na formulação do cânone romântico no Brasil, estabelecendo os valores que deviam presidir a criação e avaliação de obras poéticas entre os escritores brasileiros de seu tempo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARBOSA, Januário. Parnaso brasileiro, ou Coleção das Melhores Poesias dos Poetas do Brasil, tanto inéditas, como já impressas. Rio de Janeiro: Tipografia Imperial e Nacional, 1829.

CÉSAR, Guilhermino. Simonde de Sismondi e a literatura brasileira. Porto Alegre: Lima, 1968.

DENIS, Ferdinand. Resumo da história literária do Brasil. Trad., pref. e notas de Guilhermino Cesar. Porto Alegre: Lima, 1968.

DIAS, Antônio Gonçalves. Prólogo aos Primeiros Cantos. In: CANDIDO, Antônio; CASTELLO, José Araldo. Presença da literatura brasileira; das origens ao romantismo. 3. ed. São Paulo: Difusão Européia do Livro, 1968.

GARRETT, Almeida. Bosquejo da história da poesia e língua portuguesa. In: GARRETT, Almeida. Parnaso Lusitano. Paris: J. P. Aillaud, 1826.

MAGALHÃES, Domingos José Gonçalves de. Opúsculos históricos e literários. 2. ed. Rio de Janeiro: Garnier, 1865.

MAGALHÃES, Domingos José Gonçalves de. Ensaio sobre a história da literatura do Brasil. São Paulo: Academia Paulista de Letras, 1978.

PORTO ALEGRE, Manuel de Araujo e GONÇALVES DE MAGALHÃES. Cartas a Monte Alverne. São Paulo: Conselho Estadual de Cultura, 1964.

RIBEIRO, Santiago Nunes. Da Nacionalidade da Literatura Brasileira. Minerva Brasiliense, v. 1, nov. 1843.

SILVA, J. M. Pereira da. Uma introdução histórica e biográfica sobre a literatura brasileira. In: SILVA, J. M. Pereira da. Parnaso brasileiro. Rio de Janeiro: Laemmert, 1843. v. 1.

SILVA, Joaquim Norberto Sousa. Algumas Palavras sobre este Livro. In: SILVA, Joaquim Norberto Sousa. Modulações poéticas. Rio de Janeiro: Tipografia Francesa, 1841.

STAËL, Mme. de. A poesia do norte e a poesia do sul. In: GOMES, Álvaro Cardoso, VECHI, Carlos Alberto. A estética romântica. São Paulo: Atlas, 1992.

WOLF, Ferdinand. Le Brésil littéraire. Berlin: Ascher. 1883.

Publicado
21-03-1997
Como Citar
Zilberman, R. (1997). História literária romântica e o nacionalismo enquanto canône. Scripta, 1(1), 103-114. Recuperado de http://periodicos.pucminas.br/index.php/scripta/article/view/10147
Seção
Parte 1 - Diversa