A poesia de Garrett e os dois fins de século

  • E. M de Melo e Castro USP
Palavras-chave: Almeida Garret, a poesia de Garret,

Resumo

A poucos meses do ano 2000, por que parâmetros críticos será ainda possível ler a poesia de Garrett? - Que limitações ou que encantos nos pode propor o Romantismo neste fim do século XX, comparativamente com o fim do sécu lo XIX? - Será ainda possível falar em Pré-Romantismo, Romantismo, Ultra Romantismo e Pós-Romantismo, ou tais periodizações estéticas diluem-se hoje numa noção rarefeita de romantismo, à luz da qual a leiturada poesia de Garrett ora nos aparece eriçada de dificuldades, ora desempenhao papel de uma arqueologia do intimismo, do subjectivismo e do efémero, presentes, de algum modo, na atual poesia finissecular? Nesta comunicação tecem-se considerações críticas tendentes a responder a essas questões.
Publicado
08-10-1999
Como Citar
Melo e Castro, E. M. de. (1999). A poesia de Garrett e os dois fins de século. Scripta, 3(5), 59-67. Recuperado de http://periodicos.pucminas.br/index.php/scripta/article/view/10296
Seção
Parte 1 - Dossiê Almeida Garrett

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)