Almeida Garret: o texto, o intertexto e as margens do texto na representação do escritor

  • Maria Theresa Abelha Alves UEFS

Resumo

Almeida Garrett, em constante depoimento para textual, elaborou uma teoria estética que se firma na intertextualidade e se confirma pela recepção e representação de escritores. Figuras simeiras das letras portuguesas, tais como Bernardim Ribeiro, Gil Vicente, Luiz de Camões e Frei Luiz de Souza são convidados a habitarem, como vidas e como gráficas paradigmáticas, obras garrettianas. Com tais personagens, o escritor oitocentista centraliza seu projeto romântico literário-político-sentimental, propondo através da emergência de um "desejo biográfico" o próprio molde em que se molda: o perfil do artista pleno. Com tais personagens, efetua a correspondência entre a teoria estética e aprática poética, entre as margens do texto, o intertexto e o texto.

Referências

BEHARDINELLI, Cleonice. Garrett e Camilo: românticos heterodoxos? . Convergência, Rio de Janeiro, v. I, j ui./ dez. p. 63-78, 1976.

BRAGA, Teófilo. Obras de Almeida Garrett. 2. ed . Porto: Lei lo & Irmão Editores, 1996. v. 2: Dois monumentos.

ECO, Umberto. Lector in fabula. Paris: Bernard Grasset, 1985.

ECO, Umberto et al. Interpretação e sobreinterpretação. Lisboa: Presença, 1992.

FOUCAULT, Michel. As palavras e as coisas. Lisboa: Portugália, 1968.

GAHRETT, Almeida. Obras de Almeida Garrett. 2. ed. Porto: Lello & Irmão Editores, 1996. 2v.

IDT, Genevieve. L'enfance des hommes illustres racontéc aux enfants. In: LEJEU E, Philippe (Dir.). Le désir biogra phique. Parais: Université Paris X, 1989. (Cahiers de sémiotique textuelle, 16).

IDT, Genevieve. Fonction riruelle du móalangage dans les préfaces "hétérographes". Littérature, Paris, n. 27, p. 65-74, ser. 1997.

LOURENÇO, Eduardo. O labirinto da saudade. 3. ed. Lisboa: Dom Quixote, 1988. Da literatura como interpretação de Portugal. p. 79- 11 8: De Garrett a Fernando Pessoa.

MADELÉNAT, Daniel. La biographie en 1987. In: LEJEUNE, Philippe (Oir.). Le désir biographique. Paris: Université Paris X, 1989. (Cahiers de sémiotique textuelle, 16)

MARTINS, G uilherme d'01i veira. Garrett, o cidadão insubmisso. Jornal de Letras Artes e Idéias, Lisboa , n. 742 , a no 19, p. 38-39, mar. 1999.

PRINCE, Geralg. lntroduction à l'étude du narrataire. Poétique. Paris, v. 14, p. 178- 196, ano 4.

SEA, Jorge de. O Romantismo. Lisboa: Edições 70, 1982. (Estudos de literatura portuguesa, I).

Publicado
08-10-1999
Como Citar
Alves, M. T. A. (1999). Almeida Garret: o texto, o intertexto e as margens do texto na representação do escritor. Scripta, 3(5), 142-154. Recuperado de http://periodicos.pucminas.br/index.php/scripta/article/view/10306
Seção
Parte 1 - Dossiê Almeida Garrett