As manjuandades na tradição oral da Guiné-Bissau

  • Fernanda Cavacas Universidade Nova de Lisboa
Palavras-chave: Cantigas de manjuandade,

Resumo

As cantigas de manjuandade são uma das menos conhecidas manifestações da oratura guineense e retratam de forma peculiar aspectos da vida quotidiana comunitária, sobretudo urbana. Neste texto procura-se a divulgação dessa manifestação artística, registram-se exemplificativamente algumas cantigas de manjuandade e propõem-se pistas de leitura para elas. Entretanto, e como breve enquadramento, identifica-se a língua crioula como veículo interétnico desta forma de comunicação, reflete-se sobre o peso da tradição oral na sociedade africana e coligem-se algumas informações sobre a estrutura organizativa da manjuandade. Finalmente, completa-se este trabalho com indicações bibliográficas que se consideram úteis para quem quiser aprofundar alguns aspectos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AMORA, Antônio Soares. Introdução à teoria literária. São Paulo: Cultrix, 1992.

AUGEL, Moema Parente. A nova literatura da Guiné-Bissau. Bissau: INEP, 1998. (Col.Kebur).

BALDÉ, Djibril et al. Estudos e pesquisas sobre a música tradicional. In: Soronda, v. 2, n. 1, p. 50-59, jun. 1986.

BARROS, M. Marques de. Literatura dos negros: contos, cantigas e parábolas. Lisboa: Tipografia do Comércio, 1900.

BOCANDÉ, Bertrand. De la langue créole de la Guinée Portugaise. Bulletin de la Société de Géographie de Paris. Paris, 3. série, n. 12, p. 73, 1849.

BIASUTTI, Pe. A. Kriol-Portugis: esboço-proposta de vocabulário. 2. ed. Bubaque: Missão Católica, 1987.

BULL, Benjamim Pinto. O crioulo da Guiné-Bissau: filosofia e sabedoria. Lisboa: ICALP/INEP, 1989.

CARDOSO, Carlos, GONZALEZ, David. Reconstrução da história contemporânea da Guiné-Bissau através da oralidade: abordagem, dificuldades e perspectivas. Soronda, n. 1, p. 39-54, 1986.

CAVACAS, Fernanda. Contributo para a análise da tradição oral da Guiné-Bissau: as Manjuandades. Lisboa, 1991 .

CAVACAS, Fernanda, GOMES, Aldónio. La littérature du savoir traditionnel. Notre Librairie, Paris, n. 11 2, p. 93-97, jan./mar. 1993.

CAVACAS, Fernanda, GOMES, Aldónio. A literatura na Guiné-Bissau. Lisboa: Grupo de Trabalho do Ministério da Educação para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, 1997.

COSTA E SILVA, Alberto da. O vício da África e outros vícios. Lisboa: Sá da Costa, 1989.

DADIE, Bernard. Authenticité de la littérature africaine écrite dans les langues européennes. In: LA TRADITION orale source de la littérature contemporaine en Afrique/Dacar. Les Nouvelles Éditions Africaines.

DAVID, Raul. Cantares do nosso povo. Luanda: União dos Escritores Angolanos, 1989.

FERRAROTTI, F. Idee per la nuova socità. Florença: Vall echhi, 1966. Per una sociologia dell 'arte.

FERREIRA, João. A literatura popular da Guiné-Bissau. Brasília: Universidade de Brasília, 1979. (Col. Ensaios Críticos de Literatura Africana de Língua Portuguesa, n. 2).

FERREIRA, Manuel. Aventura Crioula. 3. ed. Lisboa: Plátano, 1985.

FERREIRA, Manuel. Antologia Poética da Guiné-Bissau. Lisboa: Inquérito, 1990. Prefácio à in trodução.

FERREIRA, Ondina. Djidius. Pequena Monografia. Revista África , Lisboa, n. 3, p. 263-279, jan./mar., 1979.

JUMBAJ. Storias de Bolama e de outro mundo. Bolama: Imprensa Nacional, 1979.

JUNOD, Henri-Alexandre. Usos e costumes dos Bantu. Maputo: Arquivo Histórico de Moçambique, 1996. 2v. (Col. Documentos, n. 3).

JUNOD, Henri-Alexandre. Cantos e contos dos Rongas. Lourenço Marques: Instituto de Investigação Científica ele Moçambique, [1975].

LOPES, Carlos. Para uma leitura sociológica da Guiné-Bissau. Bissau: INEP, 1988.

LOPES DA SILVA, Baltasar. O dialecto Crioulo de Cabo Verde. Lisboa: Imprensa Nacinal - Casa da Moeda, 1984.

MACEDO, Jorge. Poéticas na litera tura angolana. Luanda: INALD, 1986.

MONTENEGRO, Teresa, MORAIS, Carlos de. A imaginação e a cultura popular. In: 'N Sta Li 'N Sta La: livro de adivinhas. Bolama: Cooperativa Domingos Badinca . 1979.

MONTENEGRO, Teresa, MORAIS, Carlos de. Junbai. Storias de Bolama e do outro mundo. Bissau: Departamento de Edição/Difusão do Livro c do Disco, 1979.

MONTENEGRO, Teresa, MORAIS, Carlos de. Uma primeira interrogação em crioulo à cultura popular oral. Revista África, Lisboa, n. 6, p. 3-13, 1979.

MONTENEGRO, Teresa, MORAIS, Carlos de. Três provérbios em crioulo: uma aproximação à universalidade dos ditos. Revista África, Lisboa, v. 3, n. 11, p. 19-26, 198 1.

MONTE EGRO, Teresa, MORAIS, Carlos de. Para a história da ficção da Guiné-Bissau:a ideologia e os donos do mito na narrativa oral. Revista Internacional de Estudos Africanos, Lisboa, n. 3, p. 13 1-146, jan./mar., 1983.

MONTENEGRO, Teresa, MORAIS, Carlos de. Uori. Stórias de Lama e Philosophia. Bissau: Ku Si Mon, 1995.

OSÓRIO, Oswaldo. Cantigas de trabalho: tradições orais de Cabo Verde. Cabo Verde: Comissão Nacional para as Comemorações do 5° Aniversário da Independência de Cabo Verde- Subcomissão para a Cultura, 1980.

ROMANO, Luís. Cabo Verde. Renascença de uma civilização no Atlântico Médio. Lisboa: Separata da Revista Ocidente, 1967.

ROUGÉ, Jean-Louis. Petit dictionnaire etymologique du Kriol. Bissau: INEP, 1988.

SCANTAMBURLO, Luigi. Gramática e dicionário da língua crio! da Guiné-Bissau. Bolonha: Editrice Missionaria Italiana , 1981.

SCANTAMBURLO, Luigi. Dicionário do Guineense. Lisboa: Edições Colibri/FASBEPI, 1999. v. 1: Introdução e notas gramaticais.

SEMEDO, Odete. Um dedo de conversa com a tia Antera sobre as manjuandadi. Tcholona, v. 6-7, n. 5-9, 1996.

MOTA, A. Teixeira da. Inquérito etnográfico. Bissau, 1947.

TRIGO, Salvato. Luandino Vieira, o logoteta. Porto: Brasília Editora, 1981.

VALKHOFF, Marius et al. Miscelânea Luso Africana. Lisboa: Junta de Investigações Científicas do Ultramar, 1975. (Coletânea de estudos coligidos).

Publicado
08-10-1999
Como Citar
Cavacas, F. (1999). As manjuandades na tradição oral da Guiné-Bissau. Scripta, 3(5), 227-242. Recuperado de http://periodicos.pucminas.br/index.php/scripta/article/view/10317
Seção
Dossiê: Literaturas africanas de língua portuguesa