Literatura & loucura: a casa verde e outras questões n'O Alienista, de Machado de Assis

  • Andrea Czarnobay Perrot UFRGS
Palavras-chave: O Alienista, Machado de Assis, loucura, alienação mental,

Resumo

O presente trabalho visa, inicialmente, a estabelecer relações entre  o mundo real e o mundo ficcional, no que diz respeito à questão da loucura. Estabelecida a discussão em torno deste tema- a loucura-, e utilizando, para tanto, exemplos da literatura universal data dos do século XIX, será abordada a obra de Machado de Assis intitulada O Alienista, na qual, sendo a loucura um aparente foco principal, descobre-se o verdadeiro uso que dela faz Machado de Assis, ou seja, serão estudadas as questões que se "escondem" por detrás da criação da Casa Verde. Atenção especial será dada à criação de uma instituição fechada para ratratamento e estudo da alienação mental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ASSIS, Joaquim Maria Machado de. O Alienista. São Paulo: Ática, 1992.

FOUCAULT, Michel. História da loucura. São Paulo: Perspectiva, 1978.

MAUPASSANT, Guy de. Contos fantásticos. Porto Alegre: L&PM, 1997.

MURICI, Kátia. A razão cética. São Paulo: Cia. das Letras, 1998. As desventuras da razão, p. 33-49.

PESSOTII, Isaias. A loucura e as épocas. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1994.

TCHEKHOV, Anton P. Antologia do conto russo VI. São Paulo: Lux, 1962. Enfermaria n. 6.

VÁRIOS AUTORES. Dossiê Literatura & Loucura. Cult, Revista Brasileira de Literatura, São Paulo, n. 7, p. 49-64, fev. 1998.

Publicado
22-03-2000
Como Citar
Perrot, A. C. (2000). Literatura & loucura: a casa verde e outras questões n’O Alienista, de Machado de Assis. Scripta, 3(6), 53-60. Recuperado de http://periodicos.pucminas.br/index.php/scripta/article/view/10334
Seção
Dossiê: Machado de Assis