Grande Sertão: Veredas e a psicanálise

  • Adélia Toledo Bezerra de Menezes
Palavras-chave: Literatura brasileira

Resumo

Em 1961, em artigo publicado em Suplemento do Jornal O Estado de S. Paulo, Dante Moreira Leite sugere a possibilidade de se ler o Grande sertão: veredas como “a longa (e talvez interminável) sessão psicanalítica de Riobaldo”. Meu objetivo é desenvolver essa hipótese, num de seus elementos: apontar em que medida esse romance, em que o narrar se afigura como busca desesperada de sentido para o vivido, é a verbalização de situações existenciais para um Outro (numa situação transferencial) que fornece a possibilidade de reorganização do próprio mundo interior. (“O senhor me organiza”, repete incansavelmente Riobaldo a seu interlocutor). No entanto, traduzir a “vertigem” em “linguagem” (Cf. o poema “Traduzir-se” de Ferreira Gullar), não vale somente para o narrador, mas para todos aqueles que podem ler esse estupendo romance: a literatura organiza a nossa experiência. 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ADORNO; HORKHEIMER. Ulisses: mito e esclarecimento. In: ADORNO; HORKHEIMER. Dialética do esclarecimento. Rio de Janeiro: Zahar, 1991.

ARISTÓTELES. Poética. Trad. Eudoro de Souza (Edição bilíngüe). São Paulo: Ars Poética Editora, 1992. (ver especialmente o capítulo XI: Elementos qualitativos do mito complexo: Reconhecimento e Peripécia. p. 61-63)

ARRIGUCCI Jr, Davi. O mundo misturado. Romance e experiência em Guimarães Rosa. Novos Estudos CEBRAP, São Paulo, n. 40, p. 7-29, nov. 1994.

BOLLE, Willi. ou: A invenção do Brasil. In: BOLLE, Willi. João Guimarães Rosa. Il che delle cose (a cura di Giulia Lanciani). Roma: Bulzoni Editore, 2000. p. 13-99.

CANDIDO, Antonio: O direito à literatura. In: CANDIDO, Antonio. Vários escritos. (3. ed. rev. e ampliada). São Paulo: Livraria Duas Cidades, 1995.

FREUD. O tema dos três escrínios. In: FREUD. Obras psicológicas completas. v. XII. Rio de Janeiro: Imago, 1969. p. 367-379.

HESIODO. Teogonia: origens dos deuses. Trad. Jaa Torrano. São Paulo: Roswitha Kempf, 1986.

LEITE, Dante Moreira. O amor romântico e outros temas. São Paulo: Editora Nacional/EDUSP, 1979.

ROSA, João Guimarães. Grande sertão: veredas. 8. ed. Rio de Janeiro: J. Olympio, 1972.

SCHWARZ, Roberto. Grande Sertão: a Fala. In: SCHWARZ, Roberto. A sereia e o desconfiado. Ensaios críticos. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1965. p. 23-27.

Publicado
21-03-2002
Como Citar
Bezerra de Menezes, A. T. (2002). Grande Sertão: Veredas e a psicanálise. Scripta, 5(10), 21-37. Recuperado de http://periodicos.pucminas.br/index.php/scripta/article/view/12381