O sertão de Riobaldo: a flora em Grande sertão: Veredas

  • Edna Maria F. S. Nascimento
  • Erasmo d’Almeida Magalhães

Resumo

O sertão de Riobaldo tem muitas faces. A que escolhemos para análise é a da flora. Contrastando o emprego de termos da flora, no romance, com a definição de dicionários e de livros especializados em botânica, temos como meta examinar a sua transfiguração no discurso de Riobaldo. A hipótese é de que, no uso de termos da flora, há: 1) traços de igualdade que, retomando as definições sedimentadas na cultura, fundam no discurso o efeito de veridicção; 2) traços novos, filtros do olhar do sujeito enunciador, que emprestam à flora um efeito poético.



Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALMEIDA, S. P. et al. Cerrado: espécies e vegetais nativos. Planaltina: Embrapa, 1998.

BARIANI, O. O dicionário do Brasil central: subsídios à filologia. São Paulo: Ática, 1983.

CANDIDO, A. O sertão e o mundo. Diálogo, São Paulo, v. 8, p. 5-18, nov. 1957.

FERREIRA, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1975.

GREIMAS. A. J. Semântica estrutural: pesquisa de método. São Paulo: Cultrix/USP, 1966.

GUIMARÃES, V. Joãozito: infância de João Guimarães Rosa. Rio de Janeiro: J. Olympio, 1972.

LEONEL, M. C. Guimarães Rosa alquimista: processos de criação do texto. 1985. Tese (Doutorado) – Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da Faculdade de Filosofia, Ciências Humanas da USP, São Paulo.

LORENZI, H. Árvores brasileiras. Nova Odessa: Instituto Plantarum, 1998.

NUNES, B. O amor na obra de Guimarães Rosa. In: COUTINHO, E. de F. (Org.). Guimarães Rosa. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1983. p. 144-169.

REY-DEBOVE, J. Le métalangage: étude linguistique du discours sur le langage. Paris: Le Robert, 1978.

RIZZINI, C. I.; MORS, W. B. Botânica econômica brasileira. São Paulo: EDUSP, 1976.

RÓNAI, P. Rosiana: uma coletânea de conceitos, máximas e brocados de João Guimarães Rosa. Rio de Janeiro: Salamandra, 1983.

ROSA, J. G. Grande sertão: veredas (1.º rascunho).

ROSA, J. G. Grande sertão: veredas. Rio de Janeiro: J. Olympio, 1968.

ROSA, J. G. Tutaméia. Rio de Janeiro: J. Olympio, 1967.

SILVA, A. Prado e; CURADO, J. P.; TUPINAMBÁ, A. Novo dicionário brasileiro melhoramentos. São Paulo: Melhoramentos, 1969.

Publicado
21-03-2002
Como Citar
Nascimento, E. M. F. S., & Magalhães, E. d’Almeida. (2002). O sertão de Riobaldo: a flora em Grande sertão: Veredas. Scripta, 5(10), 99-111. Recuperado de http://periodicos.pucminas.br/index.php/scripta/article/view/12388

Most read articles by the same author(s)