Aporia e passagem: a sobrevivência do "trágico" em Guimarães Rosa

  • Ettore Finazzi-Agrò

Resumo

O intuito deste texto é pôr em questão a persistência do “pensamento trágico” em Grande sertão: veredas, a partir de uma reflexão sobre o estatuto essencialmente (i.e., ontologicamente) aporético da obra de João Guimarães Rosa. Romance da espera, de fato, ele se inclui por completo naquele lugar “terceiro”, suspenso entre esperança e desespero, que se delineia no interior de qualquer contradição e que constitui, desde sempre, o logos da tragédia.



Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AGAMBEN, Giorgio. Homo sacer. Il potere sovrano e la nuda vita. Torino: Einaudi, 1995.

AGAMBEN, Giorgio. Política del exilio. Archipiélago, Madrid, n. 26-27, Invierno, 1996. (Anais do Congresso Formas del Exilio, Veneza, abril de 1995). p. 41-52.

FINAZZI-AGRÒ, Ettore. O tamanho da grandeza – Geografia e História em Grande sertão: veredas. In: Scripta, Belo Horizonte, v. 2, n. 3, p. 108-114, 2º sem., 1998.

GALIMBERTI, Umberto. Gli equivoci dell’anima. Milano: Feltrinelli, 1987.

NANCY, Jean-Luc. La existencia exiliada. Archipiélago, Madrid, n. 26-27, Invierno, 1996. (Anais do Congresso Formas del Exilio, Veneza, abril de 1995). p. 34-39.

RELLA, Franco. L’enigma della bellezza. Milano: Feltrinelli, 1991.

RELLA, Franco. Miti e figure del Moderno. 2. ed. Milano: Feltrinelli, 1993.

ROSA, João Guimarães. Ficção completa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1994. v. 2.

SERRES, Michel. Passaggio a Nord-Ovest (Hermès V). Parma: Pratiche, 1984.

STEINER, George. Real presences. London: Faber and Faber; Chicago: Chicago U. P., 1989.

STEINER, George. Le Antigoni. Milano: Garzanti, 1990.

TRÍAS, Eugenio. La razón fronteriza. Barcelona: Destino, 1999.

Publicado
21-03-2002
Como Citar
Finazzi-Agrò, E. (2002). Aporia e passagem: a sobrevivência do "trágico" em Guimarães Rosa. Scripta, 5(10), 122-128. Recuperado de http://periodicos.pucminas.br/index.php/scripta/article/view/12390