Atividade de (Re)textualização em práticas acadêmicas: um estudo do resum

  • Maria de Lourdes Meirelles Matencio
Palavras-chave: Retextualização, Práticas discursivas, Gênero textual, Resumo,

Resumo

Aprodução de resumos na universidade é uma das maneiras através das quais o estudante, além de registrar sua leitura de textos acadêmicos, manifesta sua compreensão de conceitos e do saber fazer em sua área de conhecimento. Essa atividade, que implica retextualização – ou seja, a produção de um novo texto a partir de um ou mais textos-base –, é, obviamente, essencial ao processo de formação e de ensino/aprendizagem que aí se desenvolve. Considerando a importância desse tipo de atividade, este texto tem como objetivo refletir sobre as operações textual-discursivas envolvidas na produção do resumo, à luz de uma tipologia que considera o modo de produção e circulação desse gênero.

 

Referências

ABAURRE, M. B.; FIAD, R.; MAYRINK-SABINSON, M. L. Cenas de aquisição da escrita: o sujeito e o trabalho com o texto. Campinas: Mercado de Letras, 1997.

ASSIS, J. A., MATENCIO, M. L. M., SILVA, J. Q. Explorando as representações do texto escrito. Scripta, Belo Horizonte, v. 4, n. 7, p. 125-140, 2001.

BEACCO, J.-C.; MOIRAND, S. Autour des discours de transmission de connaissances. Languages, Paris: Didier Érudition, n. 117, p. 32-53, 1995.

BRONCKART, J.-P. Atividade de linguagem, textos e discursos: por um interacionismo sócio-discursivo. Trad. Anna Rachel Machado e Péricles Cunha. São Paulo: EDUC, 1999.

GOMES, I. M. Dos laboratórios aos jornais: um estudo sobre jornalismo científico. Recife: UFPE, 1995. (Dissertação, Mestrado)

KLEIMAN, A.; SIGNORINI, I. (Orgs.). O ensino e a formação do professor. Porto Alegre: Artmed, 2002.

KLEIMAN, A. (Org.). A formação do professor: perspectivas da lingüística aplicada. Campinas: Mercado de Letras, 2001.

LAUDARES, A. M. Relatório final do Projeto “Da fala para a escrita”: o fenômeno da retextualização. Belo Horizonte: PUC Minas, 2000.

MACHADO, A. R. Revisitando o conceito de resumo. In: DIONÍSIO, A.; MACHADO, A. R.; BEZERRA, M. A. (Orgs.). Gêneros textuais e ensino. São Paulo/Rio de Janeiro; EDUC/ Lucerna, 2002.

MARCUSCHI, L. A. Da fala para a escrita: atividades de retextualização. São Paulo: Cortez, 2001.

MARINHO, Marildes (Org.). Ler e navegar: espaços e percursos da leitura. Campinas: ALB/CEALE/Mercado de Letras, 2001.

MATENCIO, M. L. M. Retextualização de textos acadêmicos: leitura, produção de textos e construção de conhecimentos. Projeto de Pesquisa/Fapemig. Belo Horizonte: PUC Minas, 2001.

MATENCIO, M. L. M. Estudo da língua falada e aula de língua materna: uma abordagem processual da interação professor/alunos. Campinas: Mercado de Letras, 2001.

ROSA, C. Do oral para o escrito: trajetória de uma retextualização coletiva. Belo Horizonte: PUC Minas, 2000. (Dissertação, Mestrado em Língua Portuguesa).

RUIZ, E. M. Como se corrige redação na escola. Campinas: Mercado de Letras, 2001.

VAN DIJK, T. La ciencia del texto. Madrid: Paidós, 1988.

Publicado
28-10-2002
Como Citar
Matencio, M. de L. M. (2002). Atividade de (Re)textualização em práticas acadêmicas: um estudo do resum. Scripta, 6(11), 109-122. Recuperado de http://periodicos.pucminas.br/index.php/scripta/article/view/12453
Seção
Artigos

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##