O realismo e os "realismos" da obra de José Cardoso Pires

  • Petar Petrov
Palavras-chave: José Cardoso Pires, Realismo, Evolução literária, Técnica narrativa, Cosmovisão, Literatura e História.

Resumo

Reflete-se sobre a criatividade literária de José Cardoso Pires, a partir dos dois subgêneros ficcionais cultivados: o conto e o romance. Distinguem-se tendências de índole realista, em função de elementos temáticos e expressivos, que podem ser sistematizadas assim: a primeira, caracterizada por uma visão de humanismo dramático, assenta numa postura artística de objetividade e imparcialidade; a segunda, filiada num realismo subjetivo, apresenta uma retórica marcada por um experimentalismo polivalente; a terceira, da esfera do realismo imaginário, configura universos alegóricos e sugestivos; a quarta, representativa de um realismo crítico de feição pós-modernista, incide sobre aspectos da mais recente História portuguesa.



Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALVES, Clara Ferreira. O Pires excelentíssimo. In: Expresso, 17/XII, Lisboa, 1988.

CABRAL, Eunice. Canibalismo lusitano numa obra fechada. In: Diário de Notícias, 18/VI, Lisboa, 1989.

COELHO, Eduardo Prado. O círculo dos círculos (prefácio). In: PIRES, José Cardoso. O delfim. Círculo de Leitores: Lisboa, 1986.

COELHO, Nelly Novaes. Escritores portugueses. São Paulo: Ed. Quíron, 1973.

COELHO, Nelly Novaes. 50 anos de neo-realismo literário em Portugal. In: ENCONTRO DE PROFESSORES UNIVERSITÁRIOS BRASILEIROS DE LITERATURA PORTUGUESA, 13. Rio de Janeiro, 1990. Anais... Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro, 1992. p. 87-94.

CRUZ, Liberto. Dinossauro excelentíssimo. In: Colóquio/Letras, n. 10, Lisboa, nov., 1972a. p. 75-76.

CRUZ, Liberto. José Cardoso Pires. Lisboa: Arcádia, 1972b.

DIONÍSIO, Mário. Uma pequena grande história (prefácio). In: PIRES, José Cardoso. O anjo ancorado. Lisboa: Ed. O Jornal, 1980.

LEPECKI, Maria Lúcia. José Cardoso Pires, ideologia e imaginário. Lisboa: Moraes Editores, 1977.

MACHADO, Álvaro Manuel. A novelística portuguesa contemporânea. Lisboa: ICALP, 1984.

SEIXO, Maria Alzira. Modernités insaisissables. In: Dedalus, n. 1, Lisboa, 1991.

TEIXEIRA, Ramiro. Alexandra Alpha – um romance crepuscular. In: Letras e Letras, 17/IV, Porto, 1991.

TORRES, Alexandre Pinheiro. Sociologia e significado do mundo romanesco de José Cardoso Pires. In: Romance: o mundo em equação. Lisboa: Portugalia Editora, 1967. p. 266-311.

TORRES, Alexandre Pinheiro. O neo-realismo literário português. Lisboa: Moraes Editores, 1977.

Publicado
20-03-2003
Como Citar
Petrov, P. (2003). O realismo e os "realismos" da obra de José Cardoso Pires. Scripta, 6(12), 282-293. Recuperado de http://periodicos.pucminas.br/index.php/scripta/article/view/12487
Seção
Dossiê: Literatura brasileira