Variação e mudança no português arcaico: um antigo e novo onde nas Cantigas de Santa Maria

  • Vanda de Oliveira Bittencourt
Palavras-chave: Português arcaico, Cantigas de Santa Maria, Item onde, Redimensionamentos semântico e funcional.

Resumo

No presente artigo, propõe-se mostrar que a polissemia e a multifuncionalidade do elemento adverbial onde, no português brasileiro contemporâneo, não correspondem a criações neológicas, conforme acreditam alguns estudiosos, mas, sim, à sedimentação de mudanças antigas e gerais. Tímido na fase latina, o redimensionamento de onde – gramatical, ou não – fortifica-se na fase românica, manifestando-se extremamente variado na nossa língua, conforme nos atestam os diferentes gêneros de textos medievais, nos quais, se mostra vivaz o embate semântico com o seu “arqui-rival” u., também de acepção locativa. No intutuito de comprovar a cinesia de onde nesse período arcaico do português, elegeu-se, aqui, como fonte de consulta, o mais importante cancioneiro religioso de toda a Idade Média, que, conhecido como Cantigas de Santa Maria, foi escrito, no século XIII, em galego-português, por D. Afonso X, o Sábio, e sua equipe auxiliar.



Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AFONSO X, o Sábio. Cantigas de Santa Maria. Ed. Crítica de Walter Mettmann. Coimbra: Acta Universitatis Conimbrigensis, 1956-1972. 4 v.

AFONSO X, o Sábio. Cantigas de Santa Maria. Ed. Crítica de Walter Mettmann. Madrid: Clásicos Castalia, 1988. v. 1

AITA, Nella. O códice florentino de cantigas de Affonso, o Sábio. Revista de Língua Portuguesa, Rio de Janeiro, n. 13, p. 187-200, set. 1921.

AITA, Nella. O códice florentino de cantigas de Affonso, o Sábio (continuação). Revista de Língua Portuguesa, Rio de Janeiro, n. 14, p. 105-128, nov. 1921.

AITA, Nella. O códice florentino de cantigas de Affonso, o Sábio (continuação). Revista de Língua Portuguesa, Rio de Janeiro, n. 18, p. 153-160, nov. 1921.

BITTENCOURT, Vanda de Oliveira. U e ONDE nas Cantigas de Santa Maria: rumos de gramaticalização e de discursivização. ENCONTRO INTERNACIONAL DE ESTUDOS MEDIEVAIS, 4, 2002, Belo Horizonte. Anais... Belo Horizonte: PUC Minas, 2003.

BITTENCOURT, Vanda de Oliveira. De como se ementam as Cantigas de Santa Maria, de D. Afonso X. Salvador: UFBa, 2003. Comunicação apresentada no IV Encontro Internacional de Estudos Medievais, patrocinado pela UFBa e pela ABREM, em Salvador, de /7/2003.

BONFIM, Eneida do Rêgo Monteiro. Variação e mudança no português arcaico: o caso de u e de onde. Palavra, Rio de Janeiro, n. 1, p. 96-119, 1993.

CASTILHO, Ataliba T. de. A gramaticalização. Estudos lingüísticos e literários, Salvador, n. 19, p. 25-64, março 1997.

COELHO, Maria Sueli. Uma análise funcional do “onde” no português contemporâneo: da sintaxe ao discurso. 2001.

Dissertação (Mestrado em Letras) – Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte.

HOPPER, Paul; TRAUGOTT, Elizabeth Closs. Grammaticalization. Cambridge: Cambridge University Press, 1991.

LABOV, William. Language in the inner city. Philadelphia: Philadelphia University Press, 1972.

LEÃO, Ângela Vaz. As Cantigas de Santa Maria. Caderno de Extensão. Belo Horizonte: PUC Minas, v. 7, n. 23, p. 27-42, 1997.

MARINHO, Janice Helena Chaves. O uso de onde no texto acadêmico. Revista de Estudos da Linguagem. Belo Horizonte: UFMG, v. 8, n. 1, p. 159-170, jan./jun. 1999.

MARINHO, Janice Helena Chaves. O funcionamento discursivo do item onde: uma abordagem modular. 2002. Tese (Doutorado em Letras) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte.

MARTELOTTA, Mário Eduardo; VOTRE, Sebastião Josué; CEZARIO, Maria Maura. Gramaticalização no português do Brasil. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1996.

MAURER JR. Th, H. Gramática do latim vulgar. Rio de Janeiro: Acadêmica, 1959.

MEILLET, Antoine. (1912). Linguistique historique et linguistique générale. Paris: Champion, 1948.

METTMANN, Walter. “Glossário”. Cantigas de Santa Maria. Coimbra: Acta Universitatis Conimbrigensis, 1972. v. IV.

OLIVEIRA, Leonor de Araújo Bezerra. A trajetória de gramaticalização do onde: uma abordagem funcionalista. 1997. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade Federal

do Rio Grande do Norte, Natal.

SARAIVA, F. R. dos Santos. Novíssimo diccionario latino-portuguez. 7. ed. Rio de Janeiro/Paris: H. Garnier, [s.d.].

VOTRE, Sebastião Josué; CEZARIO, Maria Maura; MARTELOTTA, Mário. Gramaticalização. Rio de Janeiro: Faculdade de Letras UFRJ, 2004.

Publicado
09-03-2006
Como Citar
Bittencourt, V. de O. (2006). Variação e mudança no português arcaico: um antigo e novo onde nas Cantigas de Santa Maria. Scripta, 9(18), 178-192. Recuperado de http://periodicos.pucminas.br/index.php/scripta/article/view/12600

Most read articles by the same author(s)

1 2 > >>