Ergativas e médias em português

  • Mário A. Perini PUC Minas
Palavras-chave: Diátese, Construção média, Construção ergativa

Resumo

A distinção entre construção e construção média em português não se justifica, porque não se aplica à subclassificação dos verbos; consequentemente, a distinção entre ergativa e média não tem utilidade para o estabelecimento de diáteses verbais. As di­ferenças apontadas na literatura para distinguir "ergativas" de "mé­dias" são decorrentes de fatores independentes, não relacionados com uma presumível propriedade da construção propriamente dita: o as­pecto verbal e fatores ligados ao nosso conhecimento do mundo. Uma "construção", tal como aqui se define, é uma entidade simbólica, ou seja, uma estrutura formal específica associada a certos traços semân­ticos específicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALTMAN, C.; HACKEROTT, M.; VIOTTI, E. (Org.). Revista do GEL - Número Especial em Memória de Carlos Franchi. São Paulo: Contexto, 2002.

CAMACHO, Roberto G. Em defesa da categoria de voz média no português. DELTA, São Paulo, v. 1, n. 19, p. 91-122, 2003.

CANÇADO, Márcia. Uma aplicação da teoria generalizada dos papéis temáticos: verbos psicológicos. In: ALTMAN, C. et al (Org.). Revista do GEL - Número Especial em Memória de Carlos Franchi. São Paulo: Contexto, 2002.

FELLBAUM, Christiane. Resenha de Dixon, R. M. W. A new approach to English grammar on semantic principles. Language, v. 68, n. 3, 1922.

FOX, B.; HOPPER, P. (Org.). Voice: form and function. Amsterdam: John Benjamins, 1994.

KEMMER, S. Milddle voice, transitivity and the elaboration of events. In: FOX, B.; HOPPER, P. (Org.). Voice: form and function. Amsterdam: John Benjamins, 1994.

LANGACKER, Ronald W. Foundations of cognitive grammar; theoretical prerequisites. Stanford: Stanford University Press, 1987, v. 1.

LANGACKER, Ronald W. Grammar and conceptualization. Berlin/New York: Mouton de Gruyter, 1999.

LEVIN, Beth. English verb classes and alternations: a preliminary investigation. Chicago: The University of Chicago Press, 1993.

WENCESLAU, Fábio de Lima. Verbos beneficiários: um estudo na interface entre semântica e sintaxe. 2003. Dissertação (Mestrado em Estudos Linguísticos) - Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte.

WHITAKER-FRANCHI, Regina C. M. As construções ergativas: um estudo sintático e semântico, 1989. Dissertação (Mestrado em Linguística) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas.

Publicado
07-03-2005
Como Citar
Perini, M. A. (2005). Ergativas e médias em português. Scripta, 8(16), 13-34. Recuperado de http://periodicos.pucminas.br/index.php/scripta/article/view/13903
Seção
Artigos