Transitoriedade e liquidez: o lugar mestiço em Luanda Beira Bahia

  • Leonardo Grossi Alvarenga
Palavras-chave: Luanda Beira Bahia, Adonias Filho, Dalmir Francisco, Mestiço, Transição.

Resumo

Este trabalho pretende analisar o romance Luanda Beira Bahia, de Adonias Filho, tentando refletir sobre o “lugar mestiço” na sociedade brasileira contemporânea, tendo como base algumas teorias desenvolvidas por autores como Zygmunt Bauman e Dalmir Francisco.



Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ADONIAS FILHO. Luanda Beira Bahia. 16. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005.

BAUDRILLARD, Jean. A transparência do mal: ensaio sobre os fenômenos extremos. Tradução de Estela dos Santos Abreu. Campinas: Papirus, 1992.

BAUMAN, Zygmunt. Vida líquida. Tradução de Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2007.

FRANCISCO, Dalmir. Comunicação, identidade cultural e racismo. In: FONSECA, Maria Nazareth Soares (Org). Brasil afro-brasileiro. Belo Horizonte: Autêntica 2000.

FREUD, Sigmund. Totem e tabu. Tradução de Órizon Carneiro Muniz. Rio de Janeiro: Imago, 1999.

LÉVI-STRAUSS, Claude. As estruturas elementares do parentesco. Tradução de Mariano Ferreira. Petrópolis: Vozes, 1982.

SERRES, Michel. Filosofia mestiça. Tradução de Maria Ignez D. Estrada. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1993.

Publicado
17-12-2009
Como Citar
Grossi Alvarenga, L. (2009). Transitoriedade e liquidez: o lugar mestiço em Luanda Beira Bahia. Scripta, 13(25), 79-92. Recuperado de http://periodicos.pucminas.br/index.php/scripta/article/view/4369
Seção
Dossiê: Raça, cor e etnia na cultura/literatura

Most read articles by the same author(s)