Crítica e invenção nas poéticas de João Cabral de Melo Neto e Manoel de Barros

  • Luiz Hernrique Barbosa FUMEC - BH
Palavras-chave: Crítica, Poesia, João Cabral de Melo Neto, Manoel de Barros.

Resumo

Partindo da hipótese de que as poéticas de João Cabral de Melo Neto e Manoel de Barros são guiadas por um traço comum, o da convergência entre poesia e crítica, este estudo mostra as especificidades de cada poeta ao produzir poesia crítica e textos críticos sobre poesia. Chega-se à conclusão de que essa convergência tem por objetivo apresentar a matéria de poesia dos poetas: a eleição do elemento prosaico. É ressaltado que os dois poetas, ao elevarem ao estatuto de poesia elementos pouco nobres, ao fazerem da crítica a matéria fundamental de sua poesia, estariam renovando uma poesia que não se vale de tais elementos.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ATHAYDE, Félix de. Ideias fixas de João Cabral de Melo Neto. Rio de Janeiro: Nova Fronteira/ Mogi das Cruzes (SP): Universidade de Mogi das Cruzes, 1998.

BARROS, Manoel de. Gramática expositiva do chão (poesia quase toda). Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1993.

BARROS, Manoel de. Livro sobre nada. Rio de Janeiro: Record, 1997.

BARROS, Manoel de. Ensaios fotográficos. Rio de Janeiro: Record, 2000.

BAUDELAIRE, Charles. Poesia e prosa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1995.

CASTELLO BRANCO, Lúcia. Palavra em estado de larva. In: CASTELLO BRANCO, Lúcia; BRANDÃO, Ruth Silviano. Literaterras: as bordas do corpo literário. São Paulo: Annablume, 1995.

MACIEL, Maria Esther. Poéticas da lucidez: notas sobre os poetas-críticos da modernidade. Revista de estudos de literatura. Belo Horizonte: Faculdade de Letras da UFMG, v.2, p.75-96, out. 1994.

MELO NETO, João Cabral de. Obra completa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1994.

PERRONE-MOISÉS, Leyla. Texto, crítica, escritura. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

Publicado
06-12-2013
Como Citar
Barbosa, L. H. (2013). Crítica e invenção nas poéticas de João Cabral de Melo Neto e Manoel de Barros. Scripta, 17(33), 147-156. https://doi.org/10.5752/P.2358-3428.2013v17n33p147
Seção
Dossiê: Poesia em língua portuguesa