RACISMO NO CURRÍCULO DE HISTÓRIA: A VISÃO DOS DISCENTES DO ENSINO MÉDIO DE SÃO PAULO

  • Neide Cristina da Silva Centro Universitário Drummond/ Uninove
Palavras-chave: Curcurrículo. História. Racismo, Curriculum. Story. Racism., Plan de estudios. Historia. Racismo.

Resumo

Após dez anos da promulgação do Estatuto da Igualdade Racial e dezessete da aprovação da Lei n.º 10.639/03, observa-se que tanto na rede pública como na rede privada de ensino, ainda persistem as práticas racistas. Sendo que o currículo de história deve ser analisado e questionado com o objetivo de entender se superou a historiografia eurocêntrica, que apresenta a população negra como inferior. A partir dessa problemática, a presente pesquisa tem como objeto a visão dos discentes do Ensino Médio sobre a aplicação da referida Lei no currículo de História. O objetivo principal é explicitar as percepções desses(as) estudantes sobre o racismo no Brasil e especialmente no currículo escolar. Para tanto, realizou-se pesquisa bibliográfica tendo como principais teóricos: MEMMI, 1977, FREIRE, 2005 e SILVA, 1999, combinada a entrevistas. Optou-se por entrevistar seis discentes da terceira série do ensino médio, que se autodeclarassem negros(as), sendo três da rede pública e três da rede privada. Os resultados apontam que, na escola pública, houve poucas mudanças com relação à abordagem do negro na história. Na escola particular, o conteúdo da referida Lei é abordada com maior frequência, mas o currículo não é propício para assunção da identidade dos estudantes negros(as) presentes nessa rede.

Biografia do Autor

Neide Cristina da Silva, Centro Universitário Drummond/ Uninove

Graduada em História, Turismo e Pedagogia. Mestre em Educação. Doutora em Educação. Professor(a) na UniDrummond. Lider do grupo Ylê-Educare: educação e questões étnico-raciais.

Publicado
30-11-2020
Como Citar
Silva, N. C. da. (2020). RACISMO NO CURRÍCULO DE HISTÓRIA: A VISÃO DOS DISCENTES DO ENSINO MÉDIO DE SÃO PAULO. @rquivo Brasileiro De Educação, 8(17), 211-238. https://doi.org/10.5752/P.2318-7344.2020v8n17p211-238
Seção
Artigos/Articles: Dossiê/Dossier