AFRODESCENDÊNCIA E AFRICANIDADE NA ESCOLA MUNICIPAL MONSENHOR MATEUS RUFINO, TERESINA/PI.

  • Tiago Souza de Jesus Secretaria de Estado da Educação do Ceará
  • Cleber Santos Vieira Universidade Federal de São Paulo / ABPN
Palavras-chave: Capoeira, Processo educativo, Território de Maioria Afrodescendente, Mais Cultura nas Escolas, Lei 10.639/03

Resumo

O objetivo deste artigo é expor resultados de uma pesquisa de iniciação científica desenvolvida entre 2016 e 2017 na Universidade Federal de São Paulo. A investigação analisou as contribuições do Programa Mais Cultura nas Escolas (PMCE) para a implementação da Lei 10.639/03, através do método de análise documental e entrevista semiestruturada de um projeto desenvolvido em uma escola de Teresina, Piauí. A pesquisa decorre de visitas realizadas em agosto de 2015 e fevereiro de 2016. No contexto, observamos que a capoeira contribuiu para que os estudantes adotassem uma postura de combate ao racismo antinegro, ao potencializar a relação entre território e escola, e aumento da autoestima dos estudantes negros. Neste sentido, o PMCE constitui-se como um mecanismo que facilita a entrada de mestres, mestras e demais fazedores de cultura no contexto escolar, propiciando o desenvolvimento de um processo pedagógico e educativo que promova tensão e o questionamento dos valores antes estabelecidos. Constatamos que a Lei 10.639/03, ao mesmo tempo em que embasa legalmente a luta da população negra por uma educação para as relações étnicas, exige mudanças nas práticas pedagógicas, de representação e comportamento e que, neste contexto abordado, tornou-se uma ferramenta legal para o desenvolvimento do citado projeto cultural.

Biografia do Autor

Tiago Souza de Jesus, Secretaria de Estado da Educação do Ceará

Bacharel (2016) e licenciado (2017) em História pela Universidade Federal de São Paulo. Especialista em História e Cultura Afro-brasileira e africana pela Universidade Federal de Goiás. Ex-avaliador de políticas públicas (MinC/MEC, 2014-2016). Coordenador do NEABI EEMTI Casimiro Leite de Oliveira. Professor na SEDUC-CE.

Cleber Santos Vieira, Universidade Federal de São Paulo / ABPN

Possui Graduação (1997) e Mestrado (2001) em História pela UNESP. Doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (2008). Professor doutor na Universidade Federal de São Paulo e Presidente da APBN. 

Publicado
30-11-2020
Como Citar
Jesus, T. S. de, & Vieira, C. S. (2020). AFRODESCENDÊNCIA E AFRICANIDADE NA ESCOLA MUNICIPAL MONSENHOR MATEUS RUFINO, TERESINA/PI. @rquivo Brasileiro De Educação, 8(17), 137-154. https://doi.org/10.5752/P.2318-7344.2020v8n17p137-154
Seção
Artigos/Articles: Dossiê/Dossier