Construção e reencontro - o ensino e a pesquisa das Literaturas Africanas nos cursos de Letras

  • Carmen Lúcia Tindó Ribeiro Secco UFRJ
Palavras-chave: Literaturas Africanas de Língua Portuguesa, Mia Couto, Ensino, Pesquisa,

Resumo

A trajetória das Literaturas Africanas de Língua Portuguesa: da época das utopias revolucionárias à crise atual dos paradigmas socialistas. O desencanto contemporâneo e as contradições do tempo presente. O ensino e a pesquisa das Literaturas Africanas de Língua Portuguesa nas universidades brasileiras: análise das dificuldades e dos problemas pedagógicos. Caminhos ainda possíveis para realizar o trabalho com as Literaturas Africanas. A importância da leitura profunda da escritura literária, onde se encontram, submersos, os fragmentos significativos da História e os sonhos esquecidos no inconsciente coletivo, elementos indispensáve is à resistência cultural e política.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

COUTO, Mia. Estórias abensonhadas. Lisboa: Caminho, 1994.

GUATTARI, Félix. Cartografias do desejo. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 1986.

HOBSBAWM, Eric. A era dos extremos; o breve século XX, 1917-1991. São Paulo: Cia das Letras, 1995.

NETO, Agostinho. A voz igual; sagrada esperança. Luanda: UEA, 1973.

SAID, Edward. Cultura e imperialismo. São Paulo: Cia das Letras, 1995.

Publicado
21-03-1997
Como Citar
Secco, C. L. T. R. (1997). Construção e reencontro - o ensino e a pesquisa das Literaturas Africanas nos cursos de Letras. Scripta, 1(1), 179-184. Recuperado de http://periodicos.pucminas.br/index.php/scripta/article/view/10154
Seção
Dossiê: Literaturas africanas de língua portuguesa