Isolamento e porosidade do personagem em Heróis e figurantes, de Enrico Testa

  • Pedro Barbosa Rudge Furtado UNESP
Palavras-chave: Narrativa, Personagem, Enrico Testa

Resumo

O nosso objetivo principal, na breve resenha, é analisar a construção dos conceitos de "personagem absoluto" e "personagem relativo" criados por Enrico Testa em Heróis e figurantes: o personagem no romance. Tal obra, lançada em 2019 no Brasil, traz à tona pertinentes debates acerca da categoria narrativa do personagem, sobretudo no fito de constatar o desenvolvimento do ser-de-papel no que está relacionado à sua porosidade, sobretudo diante da confluência de perspectivas encerradas na diegese. Grosso modo, enquanto o personagem absoluto enovela-se sobre si, irradiando o mal-estar da solidão, o relativo mostra-se aberto, mesmo que minamente, à cosmovisão do outro.

Biografia do Autor

Pedro Barbosa Rudge Furtado, UNESP

Alcançou o título de Mestre em Estudos Literários na Unesp, no ano de 2017, com a dissertação Rememoração em Graciliano Ramos: do romance à autobiografia. Possuiu, e ainda possui, financiamento da Capes. Está cursando o doutorado na mesma instituição. Especialista em crítica da narrativa e teoria literária. Concentra-se no estudo da Literatura Brasileira, principalmente da prosa do decênio de 30 e da literatura contemporânea, mediante a noção de crítica integradora. É autor de artigos que versam sobre Graciliano Ramos e Jorge de Lima, além de trabalhos teórico-críticos, principalmente. Publicou, ainda, resenhas literárias em revistas acadêmicas e escritos em anais de congressos. Participa de dois grupos de pesquisa: GEN (Grupo de Estudos da Narrativa) e Diálogos Literários e é, atualmente, professor substituto de "Críticas Literárias" no curso de Letras da UNESP de Araraquara.

Referências

BAKHTIN, Mikhail. Problemas da poética de Dostoiévski. Tradução de Paulo Bezerra. 5. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2013.

CANDIDO, Antonio. A personagem do romance. In: _______. A personagem de ficção. São Paulo: Perspectiva, 2007. p. 51-80.

TESTA, Enrico. Heróis e figurantes: o personagem no romance. Tradução de Patricia Peterle. São Paulo/Florianópolis: Rafael Copetti Editor, 2019.

ZÉRAFFA, M. Pessoa e personagem: o romanesco dos anos de 1920 aos anos de 1950.
Tradução de Luiz João Gaia e J. Guinsburg. São Paulo: Perspectiva, 2010.
Publicado
08-07-2020
Como Citar
Furtado, P. B. R. (2020). Isolamento e porosidade do personagem em Heróis e figurantes, de Enrico Testa. Scripta, 24(50), 332-339. https://doi.org/10.5752/P.2358-3428.2020v24n50p332-339