O envelhecimento dos corpos e a questão dos gêneros: um estudo comparado de “A égua”, de Marcela Serrano, e “As tardes de um viúvo aposentado”, de Teolinda Gersão

  • Frederico Dias Rosa Alves Teixeira PUC-MG
  • Flávia Maurício da Rocha Fontes
  • Priscila Campolina de Sá Campello
Palavras-chave: Corpo, Envelhecimento, Feminino, Masculino

Resumo

O presente artigo discute o envelhecimento dos corpos femininos e masculinos por meio dos contos “A égua”, de Marcela Serrano, e “As tardes de um viúvo aposentado”, de Teolinda Gersão. Debate-se sobre as diferentes implicações sociais desse envelhecimento em ambos os sexos, considerando-se o corpo como uma produção sócio-histórica, a fim de mostrar como o patriarcado influencia tanto sua forma quanto seu comportamento. Assim, a partir da construção discursiva e narrativa dos textos, busca-se mostrar como o corpo configura-se como o eixo sob o qual se constrói e se problematiza a divisão entre os papéis sociais do feminino e do masculino.

Biografia do Autor

Frederico Dias Rosa Alves Teixeira, PUC-MG

Frederico Teixeira é formado em Letras - Licenciatura Português/Inglês pela PUC-MG. Atualmente é bolsista da CAPES no programa de Mestrado em Literaturas de Língua Portuguesa pela PUC-MG.

Flávia Maurício da Rocha Fontes

Flávia Fontes é formada em Letras – Bacharelado e Licenciatura Português/Inglês pela PUC-MG. Atualmente é bolsista da CAPES no programa de Mestrado em Literaturas de Língua Inglesa pela UFMG.

Priscila Campolina de Sá Campello

Priscila Campello é formada em Letras – habilitação Inglês pela UFMG. Possui mestrado em Literaturas de Língua Inglesa e doutorado em Literatura Comparada também pela FALE-UFMG e realizou o doutorado sanduíche na Universidade da Carolina do Norte em Chapel Hill. Atualmente é professora adjunta de literaturas em língua inglesa desde 2001 no Curso de Letras da PUC Minas e professora do Programa de Pós-graduação em Letras na mesma instituição. Desenvolve pesquisa na área de literatura de autoria feminina e literaturas de imigrantes.

Referências

ALVES, Ivia. Imagens da mulher na literatura na modernidade e contemporaneidade. In: FERREIRA, Silva; NASCIMENTO, Enilda (Org.). Imagens da mulher na cultura contemporânea. Salvador: NEIM/UFBA, 2002. p. 85-98.
ARISTÓTELES. Poética. Tradução de Ana Maria Valente. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2008.
BEAUVOIR, Simone de. A velhice. 2. ed. São Paulo: Nova Fronteira, 2018.
BEAUVOIR, Simone de. O segundo sexo vol. I - Fatos e mitos. 4. ed. São Paulo: Difusão Europeia do Livro, 1970.
FERREIRA, Ângela P. N. Identidades e estereótipos femininos em Nosotras que nos queremos tanto, de Marcela Serrano. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso, Universidade Estadual da Paraíba, Paraíba, 2017.
FREITAS, Clara Maria Silvestre Monteiro de et al. Identidade do idoso: representações no discurso do corpo que envelhece. Revista do Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre Envelhecimento, Porto Alegre, v. 17, n. 1, p. 19-35, 2012.
GERSÃO, Teolinda. As tardes de um viúvo aposentado. In: GERSÃO, Teolinda. A mulher que prendeu a chuva e outras histórias. Lisboa: Sextante Editora, 2007. p. 15-31.
hooks, bell. Feminismo é para todo mundo: políticas arrebatadoras. Tradução de Ana Luísa Libânio. Rio de Janeiro: Rosa dos Tempos, 2018
ORNELAS, José. Corpo e linguagem na narrativa de Teolinda Gersão. In: BORDINI, Maria; REMÉDIOS, Maria; ZILBERMAN, Regina (Org.). Crítica do tempo presente - estudo difusão e ensino de Literaturas de Língua Portuguesa. Porto Alegre: Nova Prova, 2005. p. 104-115.
REIS, Carlos. Pessoas de livro: estudos sobre a personagem. 3. ed. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, 2018.
ROSA, Judite; VIEIRA, Judas. Em tom menor: o envelhecimento na narrativa breve de autoria feminina. 2013. Dissertação (Mestrado em Línguas, Literaturas e Culturas) - Universidade de Aveiro, Aveiro, 2013.
SANDERBERG, Cecilia. A mulher frente à cultura da eterna juventude: reflexões teóricas e pessoais de uma feminista “cinquentona”. In. FERREIRA, Silva; NASCIMENTO, Enilda (Org.). Imagens da mulher na cultura contemporânea. Salvador: NEIM/UFBA, 2002. p. 51-68.
SCHWANTES, Cíntia. Dilemas da representação feminina. OPSIS - Revista do NIESC, Goiás, v. 6, p. 7-19, 2006.
SERRANO, Marcela. A égua. In: ______. Doce inimiga minha. Tradução de Joana Angélica d’Avila Melo. Rio de Janeiro: Objetiva. 2014. p. 11-18.
WOLF, Naomi. O mito da beleza: como as imagens de beleza são usadas contra as mulheres. Rio de Janeiro: Rocco. 1992.
ZOLIN, Lúcia Osana. Crítica feminista. In: BONICCI, T.; ZOLIN, L. O. (Org.). Teoria literária: abordagens históricas e tendências contemporâneas. 3. ed. rev. e compil. Maringá: Eduem, 2009b. p. 217-242.
ZOLIN, Lúcia Osana. Literatura de autoria feminina. In: BONICCI, T.; ZOLIN, L. O. (Org.). Teoria literária: abordagens históricas e tendências contemporâneas. 3. ed. rev. e compil. Maringá: Eduem, 2009a. p. 227-336.
Publicado
18-12-2020
Como Citar
Teixeira, F. D. R. A., Fontes, F. M. da R., & Campello , P. C. de S. (2020). O envelhecimento dos corpos e a questão dos gêneros: um estudo comparado de “A égua”, de Marcela Serrano, e “As tardes de um viúvo aposentado”, de Teolinda Gersão. Scripta, 24(52), 477-501. https://doi.org/10.5752/P.2358-3428.2020v24n52p477-501

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)