Desinformação, desinfodemia e letramento midiático e informacional – um estudo do processo estruturado no Brasil sob o governo Jair Bolsonaro e as formas de enfrentamento

  • Eliara Santana Ferreira PUC Minas
Palavras-chave: Letramento Midiático. Desinformação. Desinfodemia. Fake News

Resumo

O objetivo deste artigo é discutir como se consolidou um processo de desinfodemia no Brasil a partir de um sistemático processo de desinformação que envolve a disseminação de fake news e  o falseamento de notícias científicas a partir da manifestação e do suporte de instâncias públicas federais e de veículos de comunicação aliados às prerrogativas bolsonaristas. A desinfodemia é uma pandemia de desinformação sobre a Covid-19, de acordo com estudo divulgado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Nesse sentido, visamos a uma sistematização do processo de desinformação no Brasil em tempos da pandemia a partir da suposição de que tal processo reverbera em comportamentos, da população em geral, comportamentos esses de desconsideração ou não respeito a recomendações médicas e técnicas e de questionamento em relação aos fatores de contágio e de tratamento da Covid, o que pode ser observado preliminarmente a partir das reiteradas matérias jornalísticas que mostram a população nas ruas das principais cidades sem os devidos cuidados de prevenção em relação, por exemplo, ao uso de máscaras. Buscamos, a partir desse levantamento de dados e consequente análise, propor um diálogo com base nas ferramentas de letramento midiático e informacional e criar regularmente conteúdos que possam auxiliar na promoção de uma cultura midiática mais participativa e na melhor compreensão dos processos de desinformação, auxiliando na prevenção mais efetiva da COVID-19 no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALCOTT, Hunt.and GENTZKOV, Matthew (2017). Social Media and Fake News in the 2016 Election. Journal of Economic Perspectives—Volume 31, Number 2—Pages 211– 236

CARLSSON, Ulla. Understanding Media and Information Literacy (MIL) in the Digital Age. A question of Democracy (2019). Sweden: University of Gothenburg

DEBRUN, Michel. Gramsci: filosofia, política e Bom Senso / Michel Maurice Debrun - Campinas, SP: Ed. da Unicamp; Centro de Lógica e Epistemologia, 2001. ISBN 85-268-0509-6

FAKE NEWS E SAÚDE – Série: As relações da saúde pública com a imprensa. Fundação Osvaldo Cruz, Ministério da Saúde, 2020

HALL, Stuart, et. al. The Social Production of News. Media Studies: A Reader (2000). Eds. Paul Marris and Susan Thornham. New York: New York University Press

JORNALISMO, FAKE NEWS E DESINFORMAÇÃO. Manual para Educação e Treinamento em Jornalismo – Série UNESCO sobre Educação em Jornalismo. Unesco, São Paulo, 2019

POSETTI, Julie; and BONTCHEVA, Kalina. Disinfodemic - Deciphering COVID-19 disinformation (2020). Paris: United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization.

Share, J., Mamikonyan, T., & Lopez, E. (2019). Critical media literacy in teacher education, theory, and practice. In Oxford Research Encyclopedia of Education. Oxford University Press. doi: http://dx.doi.org/10.1093/acrefore/9780190264093.013.1404

TIMBERG, Craig. Fake-news ecosystem still thrives, two years after the 2016 election, new report says. The Washington Post, October, 2018. https://www.washingtonpost.com/ technology/2018/10/04/fake-news-ecosystem-still-thrives-two-years-after-election-new- report-says/

WARDLE, Claire. FIRST DRAFT'S ESSENTIAL GUIDE TO – Understanding Information Disorder. First Draft, October, 2019

Publicado
30-11-2021
Como Citar
Ferreira, E. S. (2021). Desinformação, desinfodemia e letramento midiático e informacional – um estudo do processo estruturado no Brasil sob o governo Jair Bolsonaro e as formas de enfrentamento. Scripta, 25(54), 96-128. https://doi.org/10.5752/P.2358-3428.2021v25n54p96-128