O DEBATE ENTRE FREGE E RUSSELL E A QUESTÃO DA VERDADE NAS SENTENÇAS DA LITERATURA

  • Paulo Andrade Vitória PUC-MG ISTA - Instituto São Tomás de Aquino
Palavras-chave: Frege, Russell, Sentido, Referência, Verdade, Literatura

Resumo

Nesta comunicação abordo o debate entre Frege e Russell, em filosofia da linguagem, a fim de refletir sobre a questão da verdade de sentenças que não possuem referência. Essa reflexão é importante porque nos permite pensar também sobre sentenças da literatura ficcional. Para a exposição da minha comunicação, percorro o seguinte caminho: apresento a distinção fregeana entre o sentido (Sinn) e a referência (Bedeutung). Indico como Frege usa essa distinção para tratar dos casos de nomes que não possuem referência, bem como de sentenças que contêm esses tipos de nomes; depois disso, exponho a teoria das descrições de Russell; aponto como ele usa essa teoria para demonstrar que sentenças que possuem nomes sem referência podem ser declaradas falsas; por último, indico que a posição de Frege é mais adequada em filosofia da linguagem para dar conta de sentenças da literatura ficcional. 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
14-07-2023
Como Citar
Vitória, P. A. (2023). O DEBATE ENTRE FREGE E RUSSELL E A QUESTÃO DA VERDADE NAS SENTENÇAS DA LITERATURA. Sapere Aude, 14(27), 360-370. https://doi.org/10.5752/P.2177-6342.2023v14n27p360-370
Seção
COMUNICAÇÕES/COMUNICATIONS