A individuação e a máquina: leitura deleuzeana de Simondon

  • Bruno Vasconcelos de Almeida

Resumo

Este trabalho objetiva investigar duas questões no plano das ressonâncias entre Simondon e Deleuze. A primeira diz respeito aos elementos conceituais que dispomos para pensar a individuação psíquica e coletiva, isto é, os modos de produção de subjetividade implicados com a processualidade dos acontecimentos. A segunda diz respeito às linhas de força que desenham os processos subjetivos desencadeados nos encontros entre homens, meios e objetos técnicos. No movimento de aproximação entre as questões, deriva-se a pergunta pela problemática da individuação psíquica, coletiva e maquínica. Neste sentido, o artigo trabalha algumas articulações entre objetos técnicos e cultura, entre tecnologias e máquinas, propondo, ainda, uma análise do vídeo de Chris Cunningham (1999), em parceria com a cantora Björk, intitulado ‘The Erotic Life of Machine’.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
17-08-2016
Seção
Dossiê A noção de dispositivo e suas perspectivas teórico-metodológicas