A linguagem como mediação: uma análise de discurso da expressão midiática telenovela bíblica

  • Lizbeth Kanyat de Novaes

Resumo

Apresenta-se uma compreensão conceitual que conecta ontologicamente os estudos de recepção aos estudos de discursos e da linguagem. A proposta central é a compreensão da linguagem como mediação primária entre sujeitos/indivíduos e o mundo. Essa compreensão surge do estudo da relação linguagem e pensamento em Vygotski (2005), Leontiev (2004), Bakhtin (1988), Marx & Engels (2007) e Schaff (1973,1974); do estudo das mediações em Martín-Barbero (2009); do estudo da proposta teórica da Análise de Discurso de linha francesa em Orlandi (1999) e sua incorporação nas Ciências da Comunicação por Baccega (2003). Conclui-se apresentando uma análise de discurso da expressão “telenovelas bíblicas” para ilustrar como a linguagem medeia não só a mídia mas a nossa compreensão da realidade.
Publicado
12-08-2019
Seção
ARTIGOS