A Telejornalismo, Trabalho e Saúde na cobertura da pandemia da Covid-19

  • Paulo Eduardo Silva Lins Cajazeira UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI
  • José Jullian Gomes de Souza UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI

Resumo

Neste artigo, propõe-se a investigação da saúde e do trabalho do jornalista atuante na cobertura da pandemia da Covid-19, no primeiro semestre de 2020, na Região Metropolitana do Cariri, sul do Ceará. Parte-se de uma proposta de metodologia quantiqualitativa, exploratória e documental da nova práxis jornalística a partir de protocolos de prevenção ao novo coronavírus. Procurou-se observar como as empresas de comunicação estão lidando com esses protocolos, principalmente com a saúde de seus colaboradores, e  com os impactos da crise sanitária no fazer jornalístico relacionados aos procedimentos de coleta de informações e produção de reportagens. A pesquisa concluiu que, dos 23 respondentes ao questionário online, a maioria continua atuante no ambiente de trabalho físico e uma minoria desenvolve o trabalho via sistema home office.

Biografia do Autor

Paulo Eduardo Silva Lins Cajazeira, UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI
POS-DOUTOR EM CIENCIAS DA COMUNICAÇÃO - UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR - PORTUGAL. DOUTOR EM COMUNICAÇÃO E SEMIÓTICA (PUC-SP), MESTRE EM COMUNICAÇÃO E LINGUAGENS (UTP-PR) E GRADUADO EM COMUNICAÇÃO SOCIAL - JORNALISMO (PUC-PR).
José Jullian Gomes de Souza , UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI

MESTRE EM BIBLIOTECONOMIA PELO PPGB/UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI

ESPECIALISTA EM LETRAS PELA FACULDADE DE JUAZEIRO DO NORTE /CE

BACHAREL EM JORNALISMO PELA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ. 

 

Publicado
30-12-2020