A Nova Rota da Seda e seus desafios securitários: os Estados Unidos e a contenção do eixo Sino-Russo

The New Silk Road and its security challenges: the United States and the containment of the Sino-Russian axis

Palavras-chave: Nova Rota da Seda, Contenção, Eixo Sino-Russo

Resumo

O presente artigo analisa os desafios securitários que se colocam para a Nova Rota da Seda. A iniciativa de Beijing representa a etapa regional do projeto chinês de globalização e, com efeito, tensiona com a primazia global estadunidense. Assim, sugerimos que a estratégia dos Estados Unidos é a formação de um arco de contenção do eixo sino-russo, o núcleo dos processos de integração da Eurásia. Ademais, este desafio securitário ser apresentam também como uma contradição crucial para compreender os desdobramentos da transição sistêmica em curso.

Biografia do Autor

Diego Pautasso, Professor de Geografia do Colégio Militar de Porto Alegre
É doutor e mestre em Ciência Política, professor de Geografia do Colégio Militar de Porto Alegre, autor do livro China e Rússia no Pós-Guerra Fria, editora Juruá, 2011. E-mail: dgpautasso@gmail.com

Referências

AMIN, Samir. Os desafios da mundialização. Aparecida-SP: Idéias & Letras, 2006.

ARRIGHI, Giovanni. Adam Smith em Pequim. São Paulo: Boitempo, 2008.

ASHLEY, Richard. The povertyofneorealism. In: KEOHANE, Robert. Neorealism e its critics. New York: Columbia University Press, 1986.

BANDEIRA, Luiz. A Segunda Guerra Fria. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2013.

___________. A desordem mundial. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira: 2016.

BRAUTIGAM, Debora. Dragon’s Gifts. New York, Oxford University Press, 2009.

BRZEZINSKI, Zbiginiew. EUA x URSS: o grande desafio. Rio de Janeiro: Nórdica, 1987.

CASARA, Rubens. Estado Pós-Democrático. São Paulo: Civilização Brasileira, 2017.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

DIAMOND, Jared. Armas, germes e aço. Rio de Janeiro: Record, 2009.

DJANKOV, Simeon. Russia’sEconomyunder Putin: FromCronyCapitalismtoStateCapitalism. In: PolicyBrief. Peterson Institute for InternationalEconomics, set/2015, pp. 1-8.

ENGDAHL, Frederick. Full Spectrum Dominance. Boxboro: Progressive Press, 2009.

FRIEDMAN, Thomas. O mundo é plano. Rio de Janeiro: Objetiva, 2009.

JOHNSON, Chalmers. As aflições do Império. Rio de Janeiro: Record, 2007.

HAIQUAN, Liu. The Security Challenges of the “One Belt, One Road” Initiative and China’s Choices. In: CIRR. XXIII (78) 2017, pp. 129-147.

HOFFMAN, Frank. Conflict in the 21st century: the rise of hybrid war. PotomacInstitute for Policy Studies, Virginia, 2007.

KENNEDY, Paul. Ascensão e queda das grandes potências. Rio de Janeiro: Campus, 1989.

KIERNAN, Victor. Estados Unidos: o novo imperialismo. Rio de Janeiro: Record, 2009.

KORYBKO, Andrew. Hybrid war: the indirect adaptive approach to regime change. Moscou: Peoples’ FriendshipUniversityofRussia, 2015.

KUMAR, Krishan. Da sociedade pós-industrial à pós-moderna. Rio de Janeiro: Zahar, 1997.

LEVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo: Edições 34, 1999.

LINKLATER, Andrew. The transformation of political community. Columbia: South Carolina Press, 1998.

LIU, Xinru. The Silk Road in World History. Oxford University Press: New York, 2010.

LOSURDO, Domenico.A esquerda ausente. São Paulo: Anita Garibaldi, 2016.

___________. A linguagem do Império. São Paulo: Boitempo, 2010.

NAYYAR, Deepak. A corrida pelo crescimento. Rio de Janeiro: Contraponto, 2014.

PAUTASSO, Diego. Da política de contenção à reemergência. In: Revista Austral. Vol. 3, nº 6, 2014, pp. 73-94.

__________.; DORIA, Gaio. A China e as disputas no Mar do Sul: o entrelaçamento entre dimensões regional e global. In: Revista de Estudos Internacionais. Vo. 8, nº 2, 2017, pp. 18-32.

PIELLA, Guillem. ¿El auge de los conflitos híbridos? In: Documento de Opinion – Instituto Español de Estudios Estratégicos. 24/10/2014, pp. 1-13.

SERRANO, Pedro. Autoritarismo e golpes na América Latina - Breve ensaio sobre jurisdição e exceção. São Paulo: Alameda Editorial, 2016.

SANTOS, Wanderley. A democracia impedida. São Paulo: FGV, 2017.

TRENIN, Dmitri. The end of Eurasia. Washington: Carnegie Endowment for International Peace, 2002.

VASYLIEVA, Nataliya; LAGUTINA, Maria. The Russian Project of Eurasia Integration. Rowman & Littlefield Publishing, Maryland, 2016

WEINER, Tim. Legado de Cinzas. Uma história da CIA. Rio de Janeiro: Record, 2008.

YIWEI, Wang. The Beltand Road Initiative. Beijing: New World Press, 2016.

Publicado
10-08-2019
Como Citar
Pautasso, D. (2019). A Nova Rota da Seda e seus desafios securitários: os Estados Unidos e a contenção do eixo Sino-Russo. Estudos Internacionais: Revista De relações Internacionais Da PUC Minas, 7(2), 85-100. https://doi.org/10.5752/P.2317-773X.2019v7.n2.p85-100