Estrangeirização e internacionalização de terras no Brasil: oportunidades para quem?

Land foreignization and internationalisation in Brazil: opportunities for whom?

  • Luís Felipe Perdigão de Castro UnB e UNIDESC
  • Eva Hershaw UnB
  • Sérgio Sauer Universidade de Brasília
Palavras-chave: internacionalização de terras, estrangeirização de terras, agronegócio, territorialização, acesso à terra.

Resumo

Este artigo investiga a estrangeirização e internacionalização de terras no Brasil, como instrumento de apropriação por pessoas (físicas e jurídicas) e grupos estrangeiros e nacionais como parte da desnacionalização dos interesses nacionais via investimentos e arranjos regulatórios. O pano de fundo leva em conta que as históricas lutas por reforma agrária, segurança alimentar e soberania continuam ativas e representam espaços de resistência à estrangeirização de glebas e da natureza. O objetivo é, através de pesquisa bibliográfica, dados secundários, interpretação sociológica do direito e dados de campo, discutir o ambiente institucional-político e as consequências socioeconômicas, enfatizando aspectos históricos e jurídicos que permitem analisar criticamente “para quem” esse fenômeno representa uma “janela de oportunidades”.

Biografia do Autor

Luís Felipe Perdigão de Castro, UnB e UNIDESC
Doutorando em Ciências Sociais, pela Universidade de Brasília (ELA/UnB). Mestre em Agronegócios (FAV/UnB), Bacharel em Direito (UFOP), advogado (OAB/DF). Docente do Centro Universitário de Desenvolvimento do Centro Oeste (UNIDESC) e das Faculdades Integradas da União Educacional do Planalto Central (FACIPLAC).
Eva Hershaw, UnB
Mestra em Latin American Studies e em Jornalismo pela Universityof Texas (Austin). Pesquisadora júnior na Faculdade UnB de Planaltina (FUP), Universidade de Brasília (UnB), no Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural (PPG-Mader). Atualmente trabalha na monitoração da terra para o International Land Coalition.
Sérgio Sauer, Universidade de Brasília

Doutor em Sociologia pela Universidade de Brasília (UnB) e professor na Faculdade UnB de Planaltina (FUP/UnB), no Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural (Mader) e no Mestrado em Sustentabilidade junto a Povos e Terras Tradicionais (MESPT), e bolsista do CNPq.


 

Referências

ALVIM, A. M. Investimentos estrangeiros diretos e suas relações com os processos, causas e

efeitos da concentração e estrangeirização das terras no Brasil. PCT IICA/NEAD, Brasília,

NEAD, (relatório de pesquisa). 2009.

BANCO MUNDIAL. Rising global interest in farmland: Can it yield sustainable and equitable

benefits? Washington D.C., 07 de setembro de 2010.

BENAYON, A. Os prejuízos com a Lei Kandir. A nova democracia. Ano VII, nº 47, outubro de

Disponível em: http://anovademocracia.com.br/no-47/1887- os-prejuizos- com-a- lei-kandir.

Acesso em 25.ago.2017.

BORRAS, S. Jr.; FRANCO, J.; GÓMEZ, S.; KAY, C.; SPOOR, M. Land grabbing in Latin

America and the Caribbean. Journal of Peasant Studies, vol. 39, nº. 3-4, 2012, p. 845-872.

BRASIL. Medida Provisória 636, de 26 de dezembro de 2013, convertida na Lei 13.001, de 20

de junho de 2014. Brasília, Presidência da República, 2014.

BUAINAIN, A.M.; ALMEIDA, P.J.; LIMA, F.; SILVEIRA, J.F.J. Land Rental Markets and

Land Access in Brazil. Basis Brief Assets and Market Access CRSP, 2008.

CAMPELO, L. MST critica Incra por mercantilização de terras da reforma agrária. Brasil de

Fato. Belém (PA), 10 de Abril de 2017. Disponível em

https://www.brasildefato.com.br/2017/04/10/incra-publica- precos-a- serem-pagos- por-terras- de-

assentamentos/. Acesso em 25.jun.2017.

CANUTO, A; BARBOSA, B.R.; MOTA, C.A.; FRANZOI, F; PORTES, G; BASSEGIO, L;

WANSETTO, R; SAUER, S.; PUZZI, T (redatores). Limite da Propriedade da Terra: um direito

do povo, um dever do Estado. Fórum Nacional pela Reforma Agrária e Justiça no Campo.

Cartilha disponível em:

http://www.cptnacional.org.br/index.php/component/jdownloads/viewcategory/32-campanha-

limite-pela- propriedade-da- terra?Itemid=23. Acesso em: 26.nov.2015.

CAPITAL TERESINA. Americanos compraram terras no Piauí de grileiro processado.

/11/2015. Disponível em: http://www.capitalteresina.com.br/noticias/geral/americanos-

compraram-terras- no-piaui- de-grileiro- processado-34712.html. Acesso em 27.ago.2017.

CASTRO, L. F. P.; SAUER, S. Marcos legais e a liberação para investimento estrangeiro em

terras no Brasil. Texto de Conjuntura nº 24 – Projeto de cooperação técnica

UTF/BRA/083/BRA. Rio de Janeiro: Observatório de Políticas Públicas para a Agricultura -

OPPA, 2017.

CASTRO, L.F.P. Dimensões e lógicas do arrendamento rural na agricultura familiar.

Dissertação (mestrado em Agronegócios) – Universidade de Brasília. Brasília, DF. 2013.

CASTRO, L.F.P. Agricultura Familiar, Habitus e Acesso à Terra. Revista Brasileira de

Sociologia do Direito, v. 2, p. 91-105. 2015.

CASTRO, L.F.P. Acesso contratual à terra e arrendamentos rurais: uma compreensão à luz dos

clássicos. Revista Percurso, v. 8, p. 85-110, 2016.

CASTRO, L. F. P.; SAUER, S. A Problemática e as Condicionantes dos Arrendamentos Rurais

na Agricultura Familiar. In: 50º Congresso da SOBER, Vitória/ES. 2012.

CASTRO, L. F. P.; IGREJA, R. F. A. M. L. Estrangeirização de Terras na Perspectiva das

Formas de Colonialidade no Agro Latino-Americano. Revista de Estudos e Pesquisas sobre as

Américas, v. 11, n.2, 2017.

CIDADE VERDE. Polícia vai apurar suposta compra ilegal de terras no Piauí por

estrangeiros. 18/11/2015. Disponível em: http://cidadeverde.com/noticias/207018/policia-vai-

apurar-suposta- compra-ilegal- de-terras- no-piaui- por-estrangeiros. Acesso em 27.ago.2017.

CLEMENTS, E.; FERNANDES, B.M. Estrangeirização da terra, agronegócio e campesinato

no Brasil e em Moçambique. Maputo: Observador Rural, 2013.

CPT – Comissão Pastoral da Terra. MATOPIBA: É um processo violento de grilagem para

expansão das monoculturas. 09/10/2015. Entrevista com Paulo Rogério Gonçalves, da APA-TO.

Disponível em: https://www.cptnacional.org.br/publicacoes/noticias/articulacao-cpt- s-do-

cerrado/2903-matopiba- e-um- processo-violento- de-grilagem- para-expansao- das-monoculturas.

Acesso em 20.ago.2017.

CONTAG – Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura. Ação Direta de

Inconstitucionalidade no. 5.623, de 2016. Brasília, CONTAG, 2016.

CORREIO DA MANHÃ. Aqui está a Amazônia que todos querem. Edição 1º caderno, página

, de 31/08/1968. Disponível em

http://memoria.bn.br/docreader/WebIndex/WIPagina/089842_07/95114. Acessado em

nov.2015.

CSA – Comitê de Segurança Alimentar e FAO – Food and Agriculture Organization. The

Voluntary Guidelines on the Responsible Governance of Tenure of Land, Fisheries and Forests

in the Context of National Food Security. Roma, CSA e FAO, 2012.

DELFINO, M. A.; BATISTA, J. P. Brasil à venda: mortes à vista. Brasília, Instituto Sócio

Ambiental (ISA), 01 de junho de 2017 – Disponível em https://www.socioambiental.org/pt-

br/blog/blog-do- ppds/brasil-a- venda-mortes- a-vista (Acesso em 04/06/2017).

DELGADO, G. C. A questão agrária no Brasil, 1950-2003: questão social e políticas sociais no

Brasil contemporâneo. Brasília: IPEA, p. 51-90, 2005.

EDELMAN, M. Messy hectares: questions about the epistemology of land grabbing data.

Journal of Peasant Studies. Vol. 40, nº 3, p. 485-501, 2013.

EDELMAN, M. e LEÓN, A. Cycles of land grabbing in Central America: an argument for

history and a case study in Bajo Aguán, Honduras. Third World Quarterly. Vol. 34, nº 9, 2013,

p. 1697-1722.

EMBRAPA. Matopiba: Delimitação, caracterização, desafios e oportunidades para o

desenvolvimento. Evaristo de Miranda, apresentação 2015. Available:

https://www.embrapa.br/gite/projetos/matopiba/150513_MATOPIBA_TO.pdf; last access:

/08/2017.

EPSTEIN, G.A. Financialization and the world economy. Cheltenham, Edward Elgar, 2005.

FAO – Food and Agriculture Organization. Dinamica del mercado de la tierra en America

Latina y el Caribe. Santiago: FAO. 2011.

FERNANDES, B.M. Questão agrária: conflitualidade e desenvolvimento territorial. In:

BUAINAIN, A.M. (coord.)

Publicado
28-02-2018
Como Citar
Perdigão de Castro, L. F., Hershaw, E., & Sauer, S. (2018). Estrangeirização e internacionalização de terras no Brasil: oportunidades para quem?. Estudos Internacionais: Revista De relações Internacionais Da PUC Minas, 5(2), 74-102. https://doi.org/10.5752/P.2317-773X.2017v5n2p74
Seção
Special Issue: Transnational Land Acquisitions (Land Grabbing)