A voz reinventada da tradição: ritos iniciáticos na obra de Mia Couto (The reinvented voice of tradition: initiation rites in Mia Couto's work) - DOI: 10.5752/P.2175-5841.2012v10n25p136

  • Antonio Geraldo Cantarela PUC Minas
Palavras-chave: Teopoética. Tradições orais. Literatura moçambicana. Mia Couto.

Resumo

Os processos iniciáticos – a circuncisão e os ritos e ensinamentos a ela correlacionados – representam um dos mais importantes traços da cultura tradicional africana. Constituem sofisticado e complexo corpus pedagógico, sendo compreendidos, em todos os seus aspectos, em relação com o sagrado. Inúmeros temas e artifícios literários presentes na obra do escritor moçambicano Mia Couto encenam movimentos que podem ser associados ao imaginário da tradição ancestral. O artigo percorre alguns contos e romances do escritor buscando referências ao sagrado expressas com os modos característicos da tradição. Detém-se particularmente na forma de construção diegética que encena aspectos da estrutura ritualístico-narrativa dos mitos. Destaca a estratégia ficcional de Couto que não apenas recolhe e valoriza os saberes da cultura tradicional, mas desconstrói, tensiona e transforma esses saberes. O atravessamento da voz do narrador e das personagens pela voz reinventada da tradição oral, para além de reconhecer e afirmar o valor da sabedoria tradicional, reafirma outrossim o  pressuposto do dinamismo da tradição.

Palavras-chave: Literatura moçambicana. Mia Couto. Tradição oral. Ritos iniciáticos.

 

Abstract

Initiation processes – circumcision and the rites and lessons related to it – represent one of the most important features of traditional African culture. They form a highly sophisticated and complex pedagogical corpus, which is completely understood in relation to the sacred. Many topics and literary devices present in the work of Mozambican writer Mia Couto show movements that can be associated to the imaginary of ancestral tradition. The paper analyzes some tales and novels looking for references to the sacred expressed with the characteristic features of that tradition. This piece of work specially focuses on the diegetic construction used to present aspects of the ritualistic-narrative structure of myths. Couto's fictional strategy has special importance not only because it records and values the knowledge of traditional culture, but also because it deconstructs, tautens and transforms this knowledge. Besides acknowledging and reaffirming the value of traditional wisdom, the reinvented voice from oral tradition present in the voices of the narrator and characters states the assumption of  dynamism in tradition.

Keywords: Mozambican literature. Mia Couto. Oral tradition. Initiation rites.

- DOI: 10.5752/P.2175-5841.2012v10n25p136

Biografia do Autor

Antonio Geraldo Cantarela, PUC Minas

Doutorado em Letras (Literatura) pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Professor Adjunto da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Departamento de Ciências da Religião.

Publicado
22-03-2012
Como Citar
CANTARELA, A. G. A voz reinventada da tradição: ritos iniciáticos na obra de Mia Couto (The reinvented voice of tradition: initiation rites in Mia Couto’s work) - DOI: 10.5752/P.2175-5841.2012v10n25p136. HORIZONTE - Revista de Estudos de Teologia e Ciências da Religião, v. 10, n. 25, p. 136-156, 22 mar. 2012.
Seção
Artigos/Articles: Dossiê/Dossier