“Borboletas Azuis” de Campina Grande: crenças e lutas de um movimento milenarista ("Borboletas Azuis" of Campina Grande: belief and fighting of a millenarist movement) - DOI: 10.5752/P.2175-5841.2009v7n14p46

Lidiane Cordeiro Rafael de Araújo, Magnólia Gibson Cabral da Silva

Resumo


Resumo

 

Os “Borboletas Azuis” de Campina Grande/PB alcançaram destaque nacional devido à propagação de uma profecia que afirmava a ocorrência de um dilúvio para o dia 13 de maio de 1980. O movimento é uma contestação às transformações da Igreja Católica Romana a partir do Concílio Vaticano II, onde foram tomadas medidas em favor de liturgias mais adequadas às culturas locais e em idioma próprio, assim como mudanças significativas nos textos e na linguagem utilizados na missa e na administração dos sacramentos. A proposta do movimento é resgatar o modelo do cristianismo primitivo, em sua espera messiânica de instauração de uma nova “idade de ouro”. A identidade religiosa do movimento se constitui numa ‘bricolagem’ do cristianismo com o espiritismo, sendo sua excentricidade o motivo para os conflitos com a Igreja Católica e a imprensa local. O presente estudo analisa a trajetória dos “Borboletas Azuis” caracterizando-o como movimento messiânico-milenarista, tomando como perspectiva teórica os estudos da religião realizados por Delumeau, Queiroz, Negrão, Giddens, Weber e Andrade. Nossa metodologia consistiu a realização de entrevistas com remanescentes do movimento e análise de reportagens de jornais e documentos produzidos pela liderança.

 

Palavras-chave: Messianismo; Milenarismo; Luta Simbólica.

 

Abstract

 

The "Borboletas Azuis" of Campina Grande city / PB achieved national prominence due to the spread of a prophecy that to asserted a deluge, for the day 23 de may of 1980. The movement is a challenge to the Roman Catholic Church of Vatican II, from where measures have been taken in favor of liturgies more appropriate to local culture and language, as well as significant changes in the texts and languages used in the Mass and in the administration of the sacraments. The Borboletas Azuis proposes a revival of the model of primitive Christianity, in its messianic hopes to introduce a new "golden age". The religious identity of the movement is constituted of ‘bricolage’ of Christianity with spiritism. Because of its "eccentricities", ended generating a huge controversy that culminated in a double conflict: one with the Catholic Church and other with the local press. This study analyzes the imaginary of the "Borboletas Azuis”, adopting a theoretical perspective inspired on studies about religion done by Delumeau, Queiroz, Negrão, Giddens, Weber e Andrade. The methodology we used consisted in open interviews carried out with remaining believers and the analysis of local press articles and documents produced by their leaders.

 

Keywords: Messianism; Millenarism; Symbolic Fight.


Palavras-chave


Messianismo; Milenarismo; Luta Simbólica

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Redes Sociais:

 

 

Filiada:                               Apoio:

Logotipo do IBICT

 

 

 

Bases de Dados, Diretórios, Portais de Indexação, Repositórios/Indexadores:


             Sumários de Revistas   Brasileiras



 

Presença em algumas bibliotecas no exterior: