Formas de resistência da religiosidade, da memória e da cultura negra no Amapá: o caso da comunidade quilombola de Mel da Pedreira

Palavras-chave: Quilombo, Formas de resistência, Identidade protestante, Mel da Pedreira-AP

Resumo

O presente artigo objetiva refletir sobre as formas de resistência da religiosidade, da memória e da cultura negra da Comunidade de Remanescente de Quilombo Mel da Pedreira, localizada no município de Macapá, estado do Amapá. Uma comunidade que possui sua história, práticas culturais e identidade marcadas pela religiosidade de matriz afro-ameríndia e posteriormente protestante. O presente trabalho trata-se do resultado final de um dos capítulos de um estudo etnográfico de natureza qualitativa que adotou a pesquisa bibliográfica, a análise documental, a entrevista semiestruturada e ação colaborativa (pesquisa-ação) no âmbito da Tese de Doutorado em Teologia. O fator relevante para a escolha desta comunidade deve-se ao fato da mesma se diferenciar das demais, por não trazer como parte de sua cultura, os rituais de matriz africana e as festas de santo católico, à medida que realiza cultos evangélicos. No entanto, os resultados apontam que embora essa comunidade quilombola apresente princípios protestantes em sua forma de vida, nos hábitos e nos costumes, há evidências de resistência de religiosidade afro-ameríndia em suas manifestações religiosas, pois utiliza a Caixa de Marabaixo e o Tambor - instrumentos símbolos de raiz negra muito utilizado nas celebrações de matriz africana no Amapá.

Biografia do Autor

Elivaldo Serrão Custódio, Universidade Federal do Amapá (UNIFAP)

 Pós-Doutor em Educação pela Universidade Federal do Amapá (UNIFAP). Doutor em Teologia pela Faculdades EST, em São Leopoldo/RS. Mestre em Direito Ambiental e Políticas Públicas pela Universidade Federal do Amapá. Pedagogo, Matemático e Teólogo. Vice-Líder do Grupo de Pesquisa Educação, Interculturalidade e Relações Étnico-Raciais (UNIFAP/CNPq). Editor Associado da Revista Identidade da Faculdades EST. Atualmente é professor permanente no Mestrado em Educação (PPGED/UNIFAP) e coordenador do Curso de Pedagogia da Faculdade Madre Tereza em Santana/Amapá/Brasil. E-mail: elivaldo.pa@hotmail.com

Oneide Bobsin, Faculdades EST

Doutor em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Professor titular de Ciências da Religião dos cursos de graduação, mestrado e doutorado em Teologia da Faculdades EST, em São Leopoldo/RS, Brasil. País de origem: Brasil. E-mail: obobsin@est.edu.br

Publicado
2019-04-30
Como Citar
CUSTÓDIO, E. S.; BOBSIN, O. Formas de resistência da religiosidade, da memória e da cultura negra no Amapá: o caso da comunidade quilombola de Mel da Pedreira. HORIZONTE - Revista de Estudos de Teologia e Ciências da Religião, v. 17, n. 52, p. 366-388, 30 abr. 2019.
Seção
Artigos/Articles: Temática Livre/Free subject