Intervenção precoce e autismo: um relato sobre o Programa Son-Rise

  • Carlo Schmidt Universidade Federal de Santa Maria - UFSM
  • Cristiane Kubaski UFSM
  • Joise de Brum Bertazzo UFSM
  • Livia de Oliveira Ferreira UFSM
Palavras-chave: Autismo, intervenção precoce, desenvolvimento infantil

Resumo

A necessidade de intervenção precoce para pessoas com diagnóstico de
autismo tem sido reiteradamente confirmada pela literatura. No entanto
poucas experiências sobre programas de intervenção têm sido publicadas
na literatura nacional, o que dificulta identificar o modo como são
desenvolvidas bem como o impacto dessas práticas no desenvolvimento da
criança. Este estudo tem por objetivos descrever a condução do Programa
Son-Rise com uma criança com autismo durante 12 meses e o impacto dessa
intervenção sobre o desenvolvimento da criança. Os resultados mostraram
que o desenvolvimento do programa na residência da família ocasionou
interferências na rotina familiar, diminuindo a intensidade da intervenção.
Além disso, foram observados avanços mais significativos nas áreas da
comunicação e interação do que no uso do olhar e contato visual. Por fim
são discutidos os pontos positivos e limitações observados nesse processo.


Biografia do Autor

Carlo Schmidt, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM
Psicólogo, Mestre e Doutor em Psicologia do Desenvolvimento (UFRGS), Professor Adjunto do Programa de Pós-Graduação em Educação - Coordenador da Linha de Pesquisa em Educação Especial, Coordenador do Grupo de Pesquisa EdEA - Educação Especial e Autismo.
Cristiane Kubaski, UFSM
Mestranda em Educação Especial - UFSM
Joise de Brum Bertazzo, UFSM
Educadora Especial - UFSM
Livia de Oliveira Ferreira, UFSM
Educadora Especial - UFSM
Publicado
11-04-2015
Seção
Artigos / Articles / Artículos