Do muro às redes:

o movimento Free Zehra Gogan e a convergência entre arte e comunicação

  • Amanda Zanco Universidade Metodista de São Paulo
  • Dimas A. KÜNSH Universidade Metodista de São Paulo

Resumo

O texto, de natureza descritivo-interpretativa, orientado mais a mostrar que a demonstrar, se desenvolve a partir do estudo do caso Free Zehra Doğan. A jornalista e artista curda Zehra Doğan, da Turquia, foi presa por postar uma de suas obras nas redes sociais, sendo acusada de subversão. O caso ganhou expressão internacional por meio de um mural, em Nova York, do artista anônimo britânico Banksy, que provocou mobilização por meio da arte, do muro às redes sociais, criando assim a oportunidade de uma voz sufocada ser ouvida. O texto trabalha com a ideia do poder da arte como articuladora de conhecimento e de compreensão do outro, problematizando uma convergência possível entre comunicação, cultura e mídias digitais.

Biografia do Autor

Amanda Zanco, Universidade Metodista de São Paulo

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da Universidade Metodista de São Paulo (Umesp). Formada em Publicidade e Propaganda pela mesma universidade. Bolsista CNPq. E-mail: amandajzanco@gmail.com 

Dimas A. KÜNSH, Universidade Metodista de São Paulo

Doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (USP). Docente do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da Universidade Metodista de São Paulo (Umesp) E-mail: dimas.kunsch@metodista.br.

Publicado
12-02-2020
Seção
ARTIGOS