Fatores de (des)mobilização social no enfrentamento à pandemia de Covid-19 pelas populações periféricas de Belo Horizonte, Minas Gerais

  • Laura Nayara Pimenta Universidade Federal de Minas Gerais
  • Márcio Simeone Henriques Universidade Federal de Minas Gerais
  • Marlene Machado Universidade Federal de Minas Gerais

Resumo

 

A emergência da pandemia de Covid 19 acarreta profundas mudanças no cotidiano. No Brasil, uma das questões é como e em que condições essa situação atinge públicos mais vulneráveis. Aqui nos referimos sobretudo às populações periféricas, que padecem com várias mazelas que as colocam à mercê da fome e da doença. Iniciativas comunitárias têm surgido para mitigar essa conjuntura, mas elas demandam solidariedade e empatia dos sujeitos, o que nem sempre acontece. Através de um olhar comunicacional sobre as dinâmicas de (des)mobilização, aqui buscamos compreendê-las a partir de três vertentes: condições de contato; condições de coletivização e condições de empatia. Tomamos para análise o 1º Encontro do Periferia Viva - Força-Tarefa Covid 19, um projeto articulador realizado em Belo Horizonte.

 

Publicado
30-12-2020