A dialogação: a práxis do diálogo inter-religioso no paradigma ecológico

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Paulo Agostinho Nogueira Baptista

Resumo

O artigo procura responder a um dos grandes desafios teológicos da atualidade: o diálogo inter-religioso. Trabalha a dimensão da práxis do diálogo, especialmente, no pensamento de Leonardo Boff, identificado a partir de 1992 em um novo paradigma - o paradigma ecológico. A dialogação (como práxis dialogal) é pensada num grande encontro teoantropocósmico, articulando Deus, Ser humano e Natureza. Três momentos compõem essa práxis dialógica: dialogação mística ou espiritual; dialogação fraterna; e a ética da vida. Não são três momentos separados. Articulam-se e estão interconectados. Começam e terminam com a mística, expressam-se no estarcom-o-outro, na fraternidade e nos critérios de pensar e agir eticamente.

Palavras-chave: Diálogo inter-religioso; Práxis; Mística; Fraternidade; Ecologia; Ética.

 

ABSTRACT

This paper aims at responding to one of the great theological challenges at present: inter-religions dialogue. It focuses on the dimension of the praxis of dialogue, especially on Leonardo Boff´s thought, identified as of 1992 according to a new paradigm - the ecological one. Dialogue as praxis is taken into account within the scope of a wide Theo-anthropo-cosmic encounter, articulating God, the Human Being and Nature. Such dialogical praxis comprises three moments: mystical or spiritual dialogue; fraternal dialogue; and the ethics of life. Those are not three separate moments: they are articulated and interconnected. They start and end with mystics, and they express themselves in being-with-the-other in fraternity and in the criteria for ethical thought and action.

Key words: Inter-religions dialogue; Praxis; Mystics; raternity; Ecology; Ethics.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
BAPTISTA, P. A. N. A dialogação: a práxis do diálogo inter-religioso no paradigma ecológico. HORIZONTE - Revista de Estudos de Teologia e Ciências da Religião, v. 2, n. 3, p. 55-72, 1 ago. 2003.
Seção
Artigos