A religião sob o domínio da estética

Alberto da Silva Moreira

Resumo


O presente artigo analisa o moderno processo de estetização da cultura e da religião como desdobramento consequente da expansão da racionalidade do mercado para a vida subjetiva e a esfera libidinal dos sujeitos. Seu principal objetivo é indagar acerca do futuro da religião sob o impacto da cultura da sensação e da inflação do estético. Em primeiro lugar, com a ajuda dos estudos de Türcke, Welsch, Foucault e Schultze aborda o processo de estetização da vida social, suas causas e características; em segundo lugar, seguindo Dufour, Türcke Leiss, Kline, Jhally e Welsch, indaga de que forma a dinâmica da estetização impacta o cotidiano e a economia bio-psíquica das pessoas; em terceiro lugar aplica os resultados alcançados na análise do que está acontecendo com a religião sob o domínio da estética e da cultura do sensacional. Por fim, pergunta sobre os possíveis potenciais emancipatórios da própria experiência religiosa estetizada e tenta tirar algumas consequências futuras para a religião sob o domínio da estética.


Palavras-chave


Estética; estetização; religião; capitalismo; mudança social

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5752/P.2175-5841.2015v13n37p379

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Esta obra está licenciada sob uma Attribuiton 4.0 Internacional:  
Atribuição 4.0 Internacional (CC BY 4.0)

 

Redes Sociais:

 

 

Filiada: Apoio:

Logotipo do IBICT

 

 

 

Indexadores e Repositórios/Banco de dados:


Latindex Sumários de Revistas   Brasileiras



 

Presença em algumas bibliotecas no exterior: