Motivação eclesial luterana e inserção social entre comunidades quilombolas: a força da oralidade (Lutheran ecclesial motivation and social insertion among quilombolas communities: the power of orality) - DOI: 10.5752/P.2175-5841.2013v11n30p593

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Tarcísio Vanderlinde

Resumo

O artigo emerge de resultado da pesquisa sobre a inserção socioeconômica do Centro de Apoio ao Pequeno Agricultor (Capa) em territórios de remanescentes de quilombos no extremo sul do Estado do Rio Grande do Sul - Brasil. O Capa se caracteriza como uma entidade mediadora, que nasce de motivações eclesiais da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB) ao final dos anos de 1970. Seu objetivo é disseminar sistemas agroecológicos entre populações de pequenos agricultores a fim de criar possibilidades alternativas de sobrevivência sustentável no meio rural. A partir do núcleo estabelecido na cidade de Pelotas-RS, o Capa passa a desenvolver atividades entre os grupos de remanescentes de quilombos neste início de século. No encontro com os sujeitos da ação, emergem territorialidades específicas e constroem-se novas identidades. Para além da agroecologia emerge a força da fala. A oralidade constitui-se num instrumental estratégico utilizado pela entidade que possibilita visibilidade social aos grupos com os quais interage. Na dialética decorrente da ação mediadora do Capa recuperam-se saberes autóctones e constroem-se novos saberes considerados essenciais para articular as comunidades diante dos desafios contemporâneos.

Palavras-chave: Identidade. Território. Mediação. Agro ecologia

 

Abstract

This article emerges from results of the research on the socioeconomic integration of the Support Center for Small Farmers (CAPA) in the remaining territories of quilombos in the southernmost state of Rio Grande do Sul – Brazil. CAPA is characterized as a mediating entity that has arisen from motivations of the Evangelical Church of Lutheran Confession in Brazil (IECLB) in the late 1970s and its goal is to disseminate agro ecosystems among populations of small farmers in order to create alternative opportunities for sustainable livelihoods in rural areas. Starting from the center established in the city of Pelotas, CAPA has started developing activities among groups of former quilombos at the beginning of this century. From the encounter of the subjects of the action, specific territorialities emerge and new identities are built. Beyond agroecology emerges the power of speech. Orality has become a strategic instrument used by the entity in providing social visibility to the groups it interacts with. In the dialectic due to the mediating action of CAPA, indigenous knowledge is recovered, and new knowledge is built, which is considered to be essential for articulating communities facing the contemporary challenges.

Key words: Identity. Territory. Mediation. Agroecology.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
VANDERLINDE, T. Motivação eclesial luterana e inserção social entre comunidades quilombolas: a força da oralidade (Lutheran ecclesial motivation and social insertion among quilombolas communities: the power of orality) - DOI: 10.5752/P.2175-5841.2013v11n30p593. HORIZONTE - Revista de Estudos de Teologia e Ciências da Religião, v. 11, n. 30, p. 593-606, 28 jun. 2013.
Seção
Artigos/Articles: Dossiê/Dossier
Biografia do Autor

Tarcísio Vanderlinde, Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Doutor em História. Pós-doutorado em Sociologia. Docente Associado da Universidade Estadual do Oeste do Praná. Centro de Ciências Humanas Educação e Letras. Grupo de Pesquisas: Cultura, Fronteira e Desenvolvimento Regional - CNPq.