Cartografia de afetos na Amazônia Bragantina

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Ênio José da Costa Brito

Resumo

Resumo

Esta Comunicação apresenta, de maneira sintética, elementos da etnografia realizada por Jerônimo Silva e Silva, em sua tese de doutorado intitulada Cartografia de afetos na encantaria: Narrativas de Mestres da Amazônia Bragantina. Silva opta por esboçar a etnografia mediante fluxo cartográfico na tentativa de capturar as forças vivas que movimentam Mestres da Amazonia Bragantina. Na hermenêutica dos dados colhidos nas narrativas e convivências com o Pajé-exorcita Cristiano, Pajé Edvaldo, Mãe Terezinha, Mãe Lourdes, Rezadeira Luiza, Mãe Ana e o Experiente Zé Maria desvela uma pluralidade de relações entre pessoas e encantados. Recorre aos conceitos de “corda”, “linha” e “viração” para revelar a rica complexidade presente na Religião do Encantados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
BRITO, ÊNIO J. DA C. Cartografia de afetos na Amazônia Bragantina. HORIZONTE - Revista de Estudos de Teologia e Ciências da Religião, v. 13, n. 38, p. 1139-1156, 3 jul. 2015.
Seção
Comunicações/Papers-Communications
Biografia do Autor

Ênio José da Costa Brito, PUC SP

Graduação em Teologia pela Pontificia Universidade Gregoriana (1972) , graduação em Filosofia pela Faculdade Nossa Senhora Medianeira (1966) e doutorado em Teologia pela Pontificia Universidade Gregoriana (1979) . Atualmente é professor titular da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Professor Doutor do Centro Universitário Assunção Unifai e Professor do Instituto São Paulo de Estudos Superiores Itesp. Tem experiência na área de Teologia , com ênfase em Teologia Pastoral. Atuando principalmente nos seguintes temas: Leigo, Igreja, Pastoral, Teologia.