Onésimo: um personagem silencioso no Bilhete a Filêmon?

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Joel Antônio Ferreira

Resumo

Pelos Métodos bíblicos tradicionais (Histórico-Crítico e Crítico-Literário) já se estudou o Bilhete a Filêmon, aprofundando o protagonista Paulo dentro dos modos de produção escravagista romano. Com este artigo atual que usufrui o Método Sociológico pelo Modelo Conflitual/Contradição, a proposta é olhar o mesmo Bilhete a Filêmon, a partir de alguém que foi silenciado no texto original. Como este tipo de Leitura procura detectar as assimetrias, olhar o texto com «suspeição» e dar voz e espaço aos que estão na «margem», o protagonista passa a ser aquele que estava abaixo da pirâmide romana: Onésimo, o escravo. A hipótese deste artigo é que, na prisão, o escravo Onésimo passou do estado da passividade para se tornar um questionador da prática de Paulo. O Apóstolo, então, na crueza da cadeia, sentiu-se tocado. Sua práxis, agora, concretizou-se na luta pela liberdade do escravo. Onésimo teria transformado a conversão de Paulo. Com essa leitura, descobre-se Jesus Cristo na carne do escravo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
FERREIRA, J. A. Onésimo: um personagem silencioso no Bilhete a Filêmon?. HORIZONTE - Revista de Estudos de Teologia e Ciências da Religião, v. 14, n. 42, p. 377-401, 30 jun. 2016.
Seção
Artigos/Articles: Dossiê/Dossier
Biografia do Autor

Joel Antônio Ferreira, PUC - Goiás

Possui graduação em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1970) e doutorado em Ciências da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo (2001) É assessor do CEBI, assessor bíblico da Arquidiocese de Goiânia e membro da União Brasileira de Escritores