“O estremecer de uma súbita esperança”: os camponeses da Cotinguiba e a negociação pela terra no tempo de Dom Luciano Duarte

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Magno Francisco de Jesus Santos

Resumo

O final dos anos 60 do século XX, em Sergipe, foi marcado pela eclosão de uma série de conflitos em torno da posse da terra e da ausência de trabalho. Em um período no qual os movimentos sociais eram tidos como manifestações de subversão, a luta dos camponeses da região da Cotinguiba foi tratada como questão policial, por meio da repressão e da prisão dos líderes. Esse artigo busca analisar o processo de negociação entre os camponeses sergipanos da Cotinguiba e as elites políticas e agrárias nas ações de instituição da reforma agrária no estado sob a mediação da Arquidiocese de Aracaju. Essa negociação resultou na criação da Promoção do Homem do Campo de Sergipe (PRHOCASE) e na formação de fazendas comunitárias sob a tutela do arcebispo metropolitano de Aracaju, Dom Luciano Duarte. Com isso, se torna possível compreender as ações do clero na negociação entre camponeses e latifundiários.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
SANTOS, M. F. DE J. “O estremecer de uma súbita esperança”: os camponeses da Cotinguiba e a negociação pela terra no tempo de Dom Luciano Duarte. HORIZONTE - Revista de Estudos de Teologia e Ciências da Religião, v. 15, n. 48, p. 1480-1503, 31 dez. 2017.
Seção
Artigos/Articles: Temática Livre/Free subject
Biografia do Autor

Magno Francisco de Jesus Santos, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Professor do Departamento de História da UFRN. Doutor em História pela UFF. Desenvolve pesquisas sobre ensino de históira, religiosidades, festas e devoção.