Letramentos acadêmicos e multimodalidade em contexto de EaD semipresencial

  • Fabiana Komesu
Palavras-chave: Escrita, Letramentos, Discurso, Educação a distância, Internet.

Resumo

De uma perspectiva teórica enunciativo-discursiva, este artigo tem como objetivo discutir o processo de constituição do texto em contexto digital, de maneira particularizada, por meio da problematização de modos e recursos semióticos atualizados na produção acadêmica do universitário que utiliza computador com acesso à internet no processo de Educação a Distância (EaD) semipresencial. Interessa investigar como o modelo de letramentos acadêmicos pode ser articulado ao estudo da multimodalidade, considerando-se que em ambiente eletrônico o universitário tem, por hipótese, acesso “ilimitado” a todo e qualquer texto, não apenas ao chamado “verbal”, comumente atribuído ao elemento gráfico. O conjunto do material é formado de textos produzidos por alunos do Curso de Pedagogia semipresencial da Universidade Virtual do Estado de São Paulo (UNIVESP) no ano de 2010.

 

Referências

ARAÚJO, Júlio César (Org.). Linguagem & Tecnologia: hipertexto, gêneros digitais e ensino. Linguagem em (Dis)curso. Tubarão, SC, v. 9, n. 3, set./dez. 2009.

BAKHTIN, Mikhail M. O problema do texto. In: BAKHTIN, Mikhail M. Estética da criação verbal. 2. ed. Tradução feita a partir do francês por Maria Ermantina Galvão G. Pereira. São Paulo: Martins Fontes, 1997a. p. 327-358.

BAKHTIN, Mikhail M. Os gêneros do discurso. In: BAKHTIN, Mikhail M. Estética da criação verbal. 2. ed. Tradução feita a partir do francês por Maria Ermantina Galvão G. Pereira. São Paulo: Martins Fontes, 1997b. p. 277-326.

BELLONI, Maria Luíza. Educação a distância. 5. ed. Campinas, SP: Editores Associados, 2009.

BELLONI, Maria Luíza. Ensaio sobre a Educação a Distância no Brasil. Educação & Sociedade, ano XXIII, n. 78, p. 117-142, abr. 2002.

BRAGA, Denise Bértoli. Letramento na internet: o que mudou e como tais mudanças podem afetar a linguagem, o ensino e o acesso social. In: KLEIMAN, Angela Bustos; CAVALCANTI, Marilda C. (Org.). Lingüística Aplicada: suas faces e interfaces. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2007. p. 181-198.

COLL, Cesar; MONEREO, Carles. Psicologia da educação virtual: aprender e ensinar com as novas tecnologias da informação e comunicação. Tradução de Naila Freitas. Porto Alegre: Artmed, 2010.

COLLARO, Antonio Celso. Teoria e Prática da Diagramação. São Paulo: Summus, 1996.

CORRÊA, Manoel Luiz Gonçalves. Linguagem & comunicação social: visões da lingüística moderna. São Paulo: Parábola, 2002. p. 13-20.

CORRÊA, Manoel Luiz Gonçalves. Um caso de letramento “oculto” no ensino da escrita: temporalidade e história oficial. Trabalho apresentado para publicação à Revista do I CITeD (I Colóquio internacional de texto e discurso), publicada como Anais do I CITeD, realizado no período de 16 a 20/5/2011, na Faculdade de

Ciências e Letras da Unesp (campus de Assis), 2011.

COSCARELLI, Carla Viana. Alfabetização e letramento digital. In: COSCARELLI, Carla Viana; RIBEIRO, Ana Elisa (Org.). Letramento digital: aspectos sociais e possibilidades pedagógicas. Belo Horizonte: Autêntica, 2005. p. 25-40.

FIORIN, José Luiz. Interdiscursividade e intertextualidade. In: BRAIT, Beth (Org.). Bakhtin: outros conceitos-chave. São Paulo: Contexto, 2006. p. 161-193.

FREITAS, Katia Siqueira de. Um panorama geral sobre a história do ensino a distância. In: ARAÚJO, Bohumila; FREITAS, Katia Siqueira de (Coord.). Educação a distância no contexto brasileiro: algumas experiências da UFBA. Salvador: ISP/UFBA, 2005. p. 57-68.

GALLI, Fernanda Correa Silveira. (Ciber)espaço e leitura: o mesmo e o diferente no discurso sobre as “novas” práticas contemporâneas. 2008. 204 f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada) – Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2008.

JEWITT, Carey. Introduction. In: JEWITT, Carey (Ed.). The Routledge Handbook of Multimodal Analysis. New York: Routledge, 2009. p. 1-7.

KRESS, Gunther. What is a mode? In: JEWITT, Carey. (Ed.) The Routledge Handbook of Multimodal Analysis. London: Routledge, 2009, p. 54-67.

KRESS, Gunther; VAN LEEUWEN, Theo. Multimodal discourse: the modes and

media of contemporary communication. England: Hodder Arnold Publication, 2001.

KOIKE, Beth; MOURA, Paola de. Ensino a distância tem novo ciclo de investimentos. Valor Econômico. São Paulo, 12 set. 2011. Disponível em:

<http://www.valor.com.br/empresas/1003330/ensino-distancia-tem-novo-ciclode-investimentos>. Acesso em: 12 set. 2011.

KOMESU, Fabiana. Pensar em hipertexto. In: ARAÚJO, Júlio César; BIASIRODRIGUES, Bernardete (Org.). Interação na internet: novas formas de usar a

linguagem. Rio de Janeiro: Lucerna, 2005. p. 87-108.

LEA, Mary R.; STREET, Brian V. The “Academic literacies” model: theory and applications, Theory Into Practice. Ohio, v. 45, n. 4, p. 368-377, oct. 2006.

LÉVY, Pierre. As tecnologias da inteligência: o futuro do pensamento na era da informática. Tradução de Carlos Irineu da Costa. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1993. MANUAL DO ALUNO. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2010.

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Gêneros textuais emergentes no contexto da tecnologia digital. In: MARCUSCHI, Luiz Antônio; XAVIER, Antônio Carlos dos Santos (Org.). Hipertexto e gêneros digitais: novas formas de construção de sentido. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2010. p. 11-80.

MOORE, Michael; KEARSLEY, Greg. Educação a distância: uma visão integrada. Tradução de Roberto Galman. São Paulo: Thomson Learning, 2007.

RIBEIRO, Ana Elisa. Letramento digital: um tema em gêneros efêmeros. Revista da ABRALIN, v. 8, n. 1, p. 15-38, jan./jun. 2009.

ROJO, Roxane. Letramentos múltiplos: escola e inclusão social. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

STREET, Brian V. Dimensões “escondidas” na escrita de artigos acadêmicos. Tradução de Armando Silveiro; contribuições: Adriana Fischer. Perspectiva, Florianópolis, v. 28, n. 2, p. 541-567, jul./dez. 2010.

STREET, Brian V. Literacy in theory and practice. England: Cambridge University Press, 1984.

VOGT, Carlos et al. UNIVESP. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2009.

VOLOSHINOV, Valentin N.; BAKHTIN, Mikhail M. Discurso na vida e discurso na arte (sobre poética sociológica). Tradução de Carlos Alberto Faraco e Cristovão Tezza. S.d., 1926. (Mimeo) 18 p.

XAVIER, Antônio Carlos dos Santos. Hipertexto na sociedade da informação: a constituição do modo de enunciação digital. Tese (Doutorado em Linguística). Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem. Campinas, SP: [s.n.], 2002.

XAVIER, Antônio Carlos dos Santos. Letramento digital e ensino. In: SANTOS, C. F.; MENDONÇA, M. (Org.). Alfabetização e letramento: conceitos e relações. Belo Horizonte: Autêntica, 2005. p. 133-148.

ZAVALA, Virginia. Quem está dizendo isso?: letramento acadêmico, identidade e poder na educação superior. In: VÓVIO, Cláudia Lemos; SITO, Luanda; GRANDE, Paula Bacarat de (Org.). Letramentos: rupturas, deslocamentos e repercussões de pesquisas em linguística aplicada. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2010. p. 71-95.

Publicado
17-07-2012
Seção
Dossiê: Leitura e escrita na formação acadêmica – língua materna e língua estrangeira